Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Suécia 1958-Curiosidades (parte 2)

O destino deu a 10 no Mundial para Pelé
Por João Nassif 16/01/2022 - 00:01

Faltam 310 dias para o início da Copa do Mundo no Catar

Os finalistas da Copa, Brasil e Suécia jogavam de camisa amarela. Foi necessário um sorteio para decidir quem jogaria com a camisa principal. A Suécia ganhou. O Brasil disputou a final com camisas azuis.

Quando o capitão do Brasil recebeu a Taça Jules Rimet todos queriam fotografá-la. Foi então que Bellini facilitou o trabalho dos fotógrafos e levantou a Taça sobre a cabeça. Esta foi a origem de levantar a Taça sobre a cabeça, gesto repetido até hoje.

Apesar de toda organização, os dirigentes brasileiros esqueceram-se de mandar a numeração dos jogadores inscritos para a Copa. A FIFA aleatoriamente definiu a numeração e por obra do acaso a camisa de nº 10 coube ao reserva Pelé que a eternizou logo em seguida.

A Irlanda do Norte quase não participou do Mundial porque a religião anglicana proibia atividades físicas aos domingos. Foi preciso que o clero local autorizasse a participação dos jogadores que assim viajaram para a Suécia com a consciência tranquila.

A Copa de 1958 foi a única que teve a participação de todas as seleções do Reino Unido, Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales.
 

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito