Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

MDB mantém Antídio como vice e antecipa convenção

Depois da "revolta" de Antídio, diretório do MDB manteve sua indicação
Por Adelor Lessa 27/06/2022 - 18:48 Atualizado em 28/06/2022 - 06:47

Reunião movimentada, polêmica, ontem, do diretório estadual do MDB.

Durante a reunião, ex-prefeito Antídio Lunelli "retomou" sua candidatura a governador, em reação ao "veto" de Carlos Moisés à sua indicação como vice.

Mas, o diretório estadual do MDB decidiu, no encerramento da reunião, confirmar seu o nome para vice e antecipar a convenção do partido.

Na abertura da reunião do diretório, foi dada a informação que Moisés não aceita Lunelli como vice.

O ex-prefeito reagiu indignado. "Se ele não me aceita, eu sou candidato a governador e vou para a convenção". 

A discussão sobre indicação de candidato do partido ao senado, que era a pauta da reunião, nem chegou a ser encaminhada.

Quando a reunião estava esvaziando e parecia se encaminhar para conclusão, com retomada da candidatura de Antidio a governador, foi apresentada (e aprovada) proposta de antecipação da convenção para o dia 23 de julho e confirmar o nome de Antidio para vice de Moisés.

Agora, Moisés terá que se posicionar formal e oficialmente. Confirmará veto a Antídio, ou vai acabar assimilando. 

Abaixo, nota da assessoria do MDB distribuída depois da reunião:

"O Diretório Estadual do MDB reiterou, na tarde desta segunda-feira, 27, a decisão da última reunião da executiva e das suas bancadas, de oficializar o nome do prefeito Antídio Lunelli como candidato a vice, na chapa de Carlos Moises. Os líderes também anteciparam a convenção da sigla para o dia 23 de julho.

O encaminhamento será feito pelo presidente em exercício, Edinho Bez, juntamente com uma comissão de lideranças. Durante a reunião, o presidente Celso Maldaner comunicou seu licenciamento do cargo pois deve disputar uma vaga ao Senado, na convenção emedebista. O deputado Rogério Peninha e o ex-governador Paulo Afonso também devem disputar a indicação. Atendendo pedido do presidente da Assembleia, Moacir Sopelsa, na última reunião da Executiva, Edinho Bez retirou seu nome como pré-candidato ao Senado, levando em consideração que o candidato a governador, aprovado na última reunião, também é da cidade de Tubarão. 

Durante a reunião, o presidente da JMDB, Filipe Schmitz também licenciou-se do mandato, assumindo o vice-presidente do segmento, Márcio Recco".

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito