Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Entre 31 e 33 votos pelo afastamento do Governador Moisés

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 08/09/2020 - 05:57Atualizado em 08/09/2020 - 07:54

Só uma decisão judicial pode salvar o Governador Moisés do afastamento para o processo de impeachment.

O ambiente na Assembléia Legislativa permite tratar a situação como irreversível.

No voto, o Governador não conseguirá se manter no cargo.

As projeções indicam entre 31 e 33 votos pelo afastamento. São necessários 27 votos para aprovar o afastamento. Votação no plenário da Assembléia deve acontecer no dia 17.

Se for confirmada a aprovação do afastamento, o tribunal misto (5 deputados e 5 desembargadores) será instalado e votará na última semana de setembro a confirmação do afastamento para instalação do processo de impeachment.

A votação no plenário será feita da maior para menor bancada. Pela ordem, MDB, PSD e PSL. Pelas projeções, deve largar com 18 x 2 a favor do afastamento. 

A decisão do Superior Tribunal de Justiça, que determinou abertura de inquérito pela Polícia Federal para apurar ilicitudes no caso dos respiradores,e incriminou o Governador, determinando que ele preste depoimento, piorou ainda mais a situação.

 

Mais um

Hoje, mais um pedido de impeachment do Governador Moisés será protocolado na Assembleia.

Desta vez, o pedido aprovado na conclusão da CPI dos Respiradores.

Será entregue pelo presidente da CPI, deputado Sargento Lima, PSL, e o relator deputado Ivan Naatz, PL, às 13h3o, ao presidente da Alesc deputado Júlio Garcia, PSD.

Pedido é assinado pelos nove deputados da CPI.

4oito

Deixe seu comentário