Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Bastidores da votação para tratar da cassação do prefeito Gustavo

Votação será 19h e articulações são intensas
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 21/09/2021 - 13:27Atualizado em 21/09/2021 - 14:03

O PP, partido do prefeito afastado Gustavo Cancelier, fechou questão. Quem votar a favor da formação de comissão para tratar da cassação do prefeito, será expulso.

Pelo menos um dos três vereadores do PP estava inclinado a votar a favor.

A decisão do PP sinaliza para a tendência de derrubada da proposta.

A Câmara tem nove vereadores e são necessários 2/3 dos votos para aprovar a comissão processante (seis votos).

No PSDB, que tem um vereador,  a presidente estadual do partido, deputada federal Geovânia de Sá, já teria até ido na casa do vereador  para  "orientar" que vote contra a comissão (a favor do prefeito).

No PDT, o único vereador do partido tem relações próximas com o prefeito. As apostas são que ele votará contra a comissão, sendo leal ao amigo.

O PSD, partido do vice-prefeito Jair Nandi, prefeito em exercício, expediu nota oficial hoje pela manhã informando que orientou o seu único vereador a votar a favor da formação da comissão.

O MDB tem três vereadores e os três votarão favor.

Diante disso, em condições normais, a votação deve dar 5 x 4 a favor ou contra a comissão. Mas, mesmo que seja 5 x 4 a favor, não será suficiente para aprovar porque são necessários pelo menos seis votos (2/3).

As articulações seguem intensas nos bastidores.

Oposição trata com o vereador do PP que estava inclinado a votar a favor para que mantenha o voto, mesmo sob pena de expulsão.

Além disso, conversações tem sido feitas com os veredores do PDT e PSDB.

Votação da proposta de formação de comissão processante para tratar da cassação do prefeito afastado de Urussanga, Gustavo Cancelier, será às 19h.

 

 

4oito

Deixe seu comentário