Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

As mudanças no PSL e nas relações do Governador

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 04/11/2019 - 06:37Atualizado em 04/11/2019 - 07:48

Na eleição de outubro de 2018, o PSL venceu a eleição em Criciuma e região com o Comandante Moisés e deputados eleitos Daniel Freitas e Jessé Lopes. Hoje, o comandante Moisés está de um lado e o deputado Jessé de outro, o deputado Daniel no meio do caminho, e o PSL sem comando.

De hoje até quarta feira, o governador Carlos Moisés, PSL, poderá anunciar o deputado criciumense Luiz Fernando Vampiro, MDB, como seu líder de governo na Assembleia. Os dois vão se reunir amanhã.

Na sexta-feira, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Bolsonaro, agora líder do PSL na Câmara, virá em Criciúma, e o governador informa por sua assessoria que terá outras agendas a cumprir.

O deputado criciumense Jessé Lopes, PSL, que é “bolsonarista” de primeira hora, estará com o deputado Eduardo. Mas, não tem relação com Moisés, que quer a sua expulsão do partido.

A propósito, Moisés passou a ter o comando do PSL no estado, e vai montar o partido sem a face de Bolsonaro. Apesar de todos eles, inclusive Moisés, terem sido eleitos pela onda feita por Bolsonaro.

Mas, o governador Moisés vai fazer o seu time no PSL. Identificado com ele. Distante de Bolsonaro.

Isso já elimina muitos nomes que vinham sendo citados para o comando do PSL de Criciuma e candidato do partido a prefeito. Como Jessé, Marcio Campos Neves e Comandante Manique Barreto, Julia Zanatta. Porque todos são, antes de tudo, Bolsonaristas. Mais que PSL, ou Moisés.

Venda da Agronômica

O deputado criciumense Jessé Lopes, PSL, deve protocolar hoje, ou amanhã, projeto de lei para que a Assembleia autorize a venda da Casa da Agronômica, residência oficial do governador.

Antes disso, Jessé voltou a criticar gastos gerados pela Casa.

Ele citou R$ 22,8 mil para a zeladoria, R$ 43,4 mil com garçom, R$ 22,7 mil para copeira, R$ 31,7 mil na jardinagem, R$ 32,6 mil com cozinha e preparo de refeições e R$ 42,9 mil para a limpeza.

Relações cortadas

Deputado Jessé Lopes também voltou a atacar a direção estadual do seu partido, o PSL.

Jessé escreve: “Não pode criticar o Comandante (referência ao governador Moisés). Se criticar, está fora. Foi o que disse o presidente do PSL de SC, Fabio Schiochet, que é apenas um fantoche das orientações do governador”.

O deputado acrescentou: "A executiva estadual do PSL é constituída apenas pelo governador como sendo dono do partido e o Fabio como presidente. O primeiro decide e o outro opera. Um partido instrumentalizado para interesses próprios, desconsiderando e desrespeitando lideranças locais”.

Detalhe: o deputado Daniel Freitas está no meio do tiroteio. Ele é parceiro politico de Jessé e integrante da direção estadual do PSL. Daqui a pouco, vai ter que se posicionar por um lado, ou outro.

A agenda

Durante o dia de hoje, a jornalista e advogada Julia Zanatta terá a confirmação da agenda que será cumprida pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro, sexta-feira, em Criciúma.
Até o momento, está confirmada apenas a palestra do deputado. Mas, dependendo do tempo em que ele ficará na cidade, poderão ser articulados outros compromissos.

Ele ficará hospedado na casa de Julia Zanatta. O detalhe - a agenda está sendo administrada direto com Julia, amiga pessoal de Eduardo.

Só amanhã

Deputado criciumense Luiz Fernando Vampiro, MDB, vai tomar café da manhã com o governador Moisés, amanhã, 8h. Pode sair do encontro como novo líder do governo na Assembleia.

4oito

Deixe seu comentário