Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

A primeira visita do governador e outras da coluna

Governador deve definir na reunião com Salvaro a situação da Casan
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 11/03/2019 - 06:53

Colaboração: Denis Luciano

Como o governador Carlos Moisés (PSL) vem na prefeitura de Criciúma três dias antes da última reunião sobre o contrato da Casan com o município, a reunião que terá com o prefeito Clésio Salvaro (PSDB), vai antecipar o que será decidido.
Há duas possibilidades para isso. 
A primeira, o governador se mostrar interessado em reverter o que está encaminhado (rompimento do contrato), e apresentar uma proposta nova, que seja “atraente”.
A segunda, o governador não tocar no assunto, e seguirá o que está projetado.
Se depender do prefeito Salvaro, nada será tratado sobre Casan durante a passagem do governador Moisés. Ele quer o desfecho pelo rompimento. Está convencido que o contrato é ilegal, passível de anulação.
Além disso, Salvaro tem dados que mostram que a tarifa cobrada pela Casan é o dobro do que é cobrado pelos Samaes.  
Pelo que estava alinhado ontem à noite, a manutenção ou não do contrato da Casan com o município de Criciuma não deverá constar na pauta do governador na cidade. Pelo menos, oficialmente.
É possível que o governador trate do assunto em conversa reservada com o prefeito no deslocamento que farão entre a prefeitura e o Cedup.
O governador Moisés deverá chegar na prefeitura às 8h45. Virá de helicóptero.
Será a primeira viagem oficial à região, e a segunda ao interior do estado (a primeira foi a Joinville). 
Depois da reunião da prefeitura, o governador terá eventos no Cedup e no IMA.
O prefeito Salvaro vai apresentar a pauta de reivindicações da cidade, montada em conjunto com Acic, Unesc, CDL e Amrec, que destaca a implantação da última etapa do Anel de Contorno Viário, iluminação e sinalização da Via Rápida, restauração da Rodovia Jorge Lacerda e implantação do Centro de Inovação.

Checagem final

Prefeito Salvaro marcou reunião para as 8h com presidente da Acic, Moacir Dagostim, reitora da Unesc, Luciane Cereta, e presidente da CDL, Andreia Salvalággio, para confirmação da pauta que será entregue ao governador.

Com deputados

A orientação da assessoria do Governador ao prefeito Salvaro, na sexta-feira, foi que a reunião na prefeitura poderia ter até cinco pessoas, sem deputados e sem prefeitos de outras cidades.
Mas o próprio governador Moisés convidou o presidente da Assembleia, deputado Julio Garcia, e mandou estender o convite aos outros deputados da cidade.
Depois disso, os prefeitos da Amrec também foram convidados.

Chapa pura

O deputado Jessé Lopes anuncia que o PSL terá candidato a prefeito de Criciúma em 2020. Independente da posse do seu pai, Julio Lopes, na presidência da Fundação Cultural.
No sábado ele fez o anuncio da candidatura do PSL e acrescentou: “Quer quer um PSL de chapa pura e sem uso do dinheiro público, vem comigo”.
Deu a entender que ele será o candidato.

Uma candidata

O PT de Criciúma poderá ter a professora Giani Rabelo como candidata a prefeita em 2020.
Giani foi secretária de Educação de Criciúma no governo Décio Góes. É fundadora do partido e militante ativa.
Décio Góes deve transferir seu domicilio eleitoral do Rincão para Criciúma, mas já informou aliados e filiados petistas que não vai disputar em 2020.

Nova UDN

Julio Lopes, ex-presidente do PSL de Criciúma, pai do deputado Jessé Lopes, oficializou a criação da UDN em Santa Catarina, ontem, em Lages.
A UDN apóia o presidente Jair Bolsonaro. Informações de bastidores em Brasília sinalizam que Bolsonaro deve deixar o PSL e passar para a UDN ainda no primeiro semestre.
Julio passa a ser o comandante da UDN em Santa Catarina.
Durante a semana, ele deve assumir a presidência da Fundação Cultural de Criciúma.

Celesc em casa nova

Definido o novo “endereço” da regional da Celesc em Criciúma. Será na avenida Centenário, próximo do cruzamento com a rua Henrique Lage, próximo da Loja Tramontina.
A “mudança” deve ser feita até final do mês.
O prédio no centro é alugado e será devolvido.

Elevador

Vereador Zairo Casagrande provoca pauta polêmica hoje na Câmara. Quer a derrubada do que chama de cobrança dupla da Cosip para quem mora em condomínios. E explica: o morador do apartamento paga por sua unidade e paga pelo condomínio todo. Bitributação. Casagrande garante que síndicos e condôminos vão fazer aquela pressão nos vereadores. E outra: ele distribuiu nota ontem com essa foto, mais uma, do elevador quebrado no Terminal Central e lascou: “uma rampa resolve. E encerra a polêmica da ideia infeliz do rebaixamento da Centenário”. Mais um ataque a um projeto do Governo Salvaro. Enquanto isso, o vereador não trata da sua saída do PSD, partido do vice-prefeito. Ele foi convidado a se retirar. Diz que só tratará disso mais perto de outubro.

Arlindo e o Tigre

Não bastassem as broncas de prefeito de Maracajá e presidente da Amesc, Arlindo Rocha está entrando em campo pelo Tigre. Ontem, ele literalmente vestiu a camisa e foi para a entrevista coletiva da direção pedir apoio ao presidente Dal Farra e à GA. Missão inglória, embora seja ele um tribuno reconhecidamente competente. Deixou no ar uma crítica ao modelo de gestão do Criciúma, com o locador e o locatário sendo a mesma figura, no caso, Dal Farra. Crítico da reeleição, por isso não buscará novo mandato em Maracajá e, sempre que questionado, afirma: quer disputar eleição majoritária em Criciúma. Ele é muito próximo do prefeito Salvaro.

Subiu

Não foram poucos os consumidores que usaram as redes sociais no domingo para reclamar do aumento do preço dos combustíveis. “O litro da gasolina está R$ 4,07 aqui”, referiu um, citando posto que cobrava menos de R$ 4 até poucos dias atrás. “Não tem mais um posto com gasolina a menos de R$ 3,99”, reclamou outro. Procon prometeu continuar com as pesquisas.

4oito

Deixe seu comentário