Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Suspeito de arrastar cachorro em Morro da Fumaça é inocentado em inquérito

Polícia Civil concluiu que se trata de um acidente. Delegado e advogado falam sobre o caso
Por Stefanie Machado Morro da Fumaça (SC), 19/05/2022 - 11:04 Atualizado em 19/05/2022 - 11:27
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

O suspeito de arrastar um cachorro amarrado atrás de um carro em Estação Cocal, em Morro da Fumaça, foi inocentado em inquérito da Polícia Civil, na tarde dessa quarta-feira (18). A investigação concluiu que o fato foi um acidente, uma vez que o homem de 62 anos que conduzia o automóvel esqueceu o animal amarrado. Ele só percebeu quando um veículo do SAMU passou e o alertou sobre o ocorrido. O caso aconteceu na última sexta-feira (13). A princípio, a situação foi tratada como maus-tratos. 

No início da semana, imagens de câmeras de segurança que mostram o momento do acidente causaram revolta nas redes sociais. "Olhando os vídeos causa muita revolta em quem assiste. É o recorte de um fato que pode induzir ao erro. A gente foi analisar e divulgamos as imagens para identificar quem teria sido o autor", explica o delegado responsável pelo caso, Márcio Campos Neves. Assim, para ajudar a identificar o suspeito, a Polícia Civil divulgou as imagens e recebeu a denúncia. 

"Identificamos quem foi, ontem ele foi ouvido. A informação que a gente tinha é que ele teria esquecido. No dia do fato, a própria ambulância do SAMU o informou e ele ficou desesperado porque esqueceu. Levou ao veterinário, mas o cão não sobreviveu", esclarece o delegado. No interrogatório, o idoso confirmou a história e se mostrou bastante abalado com a situação. Segundo ele, o cachorro foi adotado pela família ainda filhote e já tinha nove anos de idade. "Apesar do vídeo, da crueldade que aparece no vídeo, foi realmente uma fatalidade", enfatiza. 

"Fomos procurados por esse senhor muito abalado. Ele nos informou que era ele no vídeo. E vendo as imagens realmente nos comove. Mas toda a história tem dois lados", salienta o advogado do idoso, Frank Bez Fontana. Na ocasião, era aniversário do homem. Ele foi ao sítio alimentar os animais e, para não deixar o cachorro solto, o amarrou atrás do veículo. Uma hora depois, o homem saiu para a sua festa de aniversário, mas esqueceu de desamarrar o cão. "As redes sociais são implacáveis. Nesse caso a gente mostrou que não era bem isso", conclui o advogado. 

Segundo a Polícia Civil, a pena para o crime de maus-tratos vai de 2 a 5 anos de reclusão.

LEIA MAIS:

Carro é flagrado arrastando cachorro em Morro da Fumaça (VÍDEO)

Suspeito de arrastar cachorro deve ser interrogado nesta quarta-feira 

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito