Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Sarasul: Documentação já está na Polícia Civil

Serviço aeromédico vai atender os 45 municípios do sul, mas será inicialmente custeado pelas doze prefeituras da Amrec
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 12/08/2020 - 12:34
Arquivo / 4oito
Arquivo / 4oito

Vencida a primeira etapa burocrática em Criciúma - a aprovação do convênio na Câmara e a formatação de um acordo entre os prefeitos da região carbonífera para financiar a estrutura - o Serviço Aeromédico (Sarasul) avançou rumo à sua concretização. "Encaminhamos toda a documentação de Criciúma ontem para o comando da Polícia Civil. Estamos esperando o retorno do Estado para assinar o convênio entre os municípios e a Polícia Civil", informou o presidente da Câmara de Criciúma, vereador Tita Belloli.

Quando houver o aval para a formalização do convênio, a Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec) formatará a licitação para a contratação da equipe técnica que operará o Sarasul, que será composta por sete médicos e três enfermeiros. "A Amrec vai licitar, isso estará no termo de referência, e feitas as contratações esse pessoal deverá ser treinado e especializado, pois trata-se de um serviço de saúde diferenciado", referiu o vereador.

O custo do Sarasul, de aproximadamente R$ 65 mil, será rateado entre os doze municípios da Amrec. "Será uma divisão per capita, conforme o tamanho e a condição econômica de cada município", salientou. Mas isso não impedirá o Sarasul de atender os 45 municípios do sul, incluindo Amurel e Amesc. "Sim, o Sarasul vai atender de Imbituba a Passo de Torres, é uma condição do convênio. Optamos por fazer assim para agilizar o processo. Depois que o serviço entrar em funcionamento, vamos procurar os prefeitos da Amurel e Amesc para inclui-los no rateio, mas o serviço já estarão atendendo essas cidades também", referiu.

Em breve, nova sede

O Sarasul deverá entrar em operação ainda na atual sede do Serviço Aeropolicial (Saer), instalada na Vila Macarini, em Criciúma. "Sim, o Sarasul vai permanecer onde o Saer estiver. Na atual sede já há uma sala preparada", apontou Tita.

Mas isso vai mudar em breve. Estão avançadas as tratativas para o Saer ganhar sua nova sede, junto ao Parque dos Imigrantes, no Rio Maina. "Temos a emenda do deputado Daniel Freitas, de R$ 700 mil, para fazer a nova sede do Saer, no Parque dos Imigrantes. Os projetos estão praticamente prontos, já tem orçamento na prefeitura. Quando estiver tudo certo vamos construir a nova base. O terreno já está cedido para a prefeitura. Se a liberação da verba vier logo, a obra começa nesse ano ainda", contou o vereador. "Vai ficar muito funcional e bonito. Uma base bonita, que vai chamar a atenção e vai ajudar na segurança do parque e do Rio Maina também", completou.