Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Câmara aprova convênio para viabilizar o Serviço Aeromédico

Luta que se arrasta há meses vence importante etapa. Agora, a prefeitura pode celebrar o convênio
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 07/08/2020 - 17:27Atualizado em 07/08/2020 - 17:35
Um teste fechou a Centenário no ano passado. E aprovou o Sarasul / Divulgação
Um teste fechou a Centenário no ano passado. E aprovou o Sarasul / Divulgação

Por unanimidade, os vereadores aprovaram, em rápida sessão extraordinária na tarde desta sexta-feira, 7, o Projeto do Executivo que autoriza a prefeitura de Criciúma a estabelecer o acordo de cooperação técnica com a Polícia Civil e com o Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Amrec (CIM-Amrec) que vai viabilizar a entrada em operação do Serviço Aeromédico (Sarasul). Trata-se de uma luta que se arrasta há meses e vai contemplar os 45 municípios da Amrec, Amesc e Amurel. Não há, ainda, uma data efetiva para começar o Sarasul, mas a expectativa é que isso ocorra nos próximos meses, depois de vencidas as etapas burocráticas e de contratação de equipes.

"Não é uma bandeira do Tita, é um projeto que vai ficar para a história", defendeu o atual presidente da Câmara, vereador Tita Belloli (PSDB), que no ano passado foi um dos entusiastas da pauta no Legislativo. "Vai ajudar a região, atender 45 municípios e 1 milhão de pessoas. Estamos fazendo história. Vocês serão lembrados pelo resto da vida pelo bem que estão fazendo", apontou. 

Documentações para o Estado

Conforme o presidente, agora está se alcançando uma etapa decisiva no processo de criação efetiva do Sarasul, que vai aproveitar a estrutura do Serviço Aeropolicial (Saer) que será dotado de equipes médicas permanentes para ficar à disposição de ocorrências de urgência e emergência. "Com esse acordo, mais algumas documentações de municípios da Amrec, vamos encaminhar ao Governo do Estado e Polícia Civil para elaborar o convênio. Depois volta para a Amrec que ficará encarregada da licitação para contratar a empresa que vai operar o serviço", detalhou Belloli. 

Sessão extraordinária desta sexta

Ele citou o papel de instituições parceiras como decisivo para se alcançar o resultado. "Unesc, Ministério Público, Polícia Civil, Câmara, Prefeitura, todas as prefeituras da Amrec, Defesa Civil, Equipe Multi institucional, Bombeiros, Samu, várias entidades envolvidas. É um projeto grandioso, que vem para ficar", relatou.

Confira também - Amrec terá serviço de atendimento aeromédico

Um passo importante na viabilização do serviço foi o acordo entre prefeitos da região, tratado ainda em dezembro passado, para viabilizar o custo mensal de R$ 60 mil, que será rateado entre os municípios.

Um serviço ágil

Belloli sempre citou como exemplo a resolutividade do serviço, que em poucos minutos será capaz de fazer deslocamentos que, por ambulâncias e na via terrestre, demoram muito mais por conta do trânsito. "Uma ocorrência de meia hora no Balneário Rincão pode levar cinco minutos até Criciúma", exemplificou.

"A gente nunca sabe o dia de amanhã, podemos precisar amanhã, a nossa família também, vai ajudar muito a saúde", avaliou. O presidente calculou que, caso seja possível agilizar, o Sarasul estará disponível ainda durante a pandemia de Covid-19. "Se a gente conseguir implantar a tempo, pode ajudar essas pessoas com Covid para fazer transporte de pacientes, torcemos que não precise, mas temos sempre que estar na frente, sempre vendo as situações que podem acontecer", completou.

Equipe atendendo na simulação de acidente feita no ano passado na Centenário

Teve teste na Centenário

Líder do Governo Salvaro na Câmara, o vereador Aldinei Potelecki (Republicanos) reconheceu o esforço da Câmara na pauta. "Em especial o presidente, que mobilizou vários segmentos. A Câmara teve grande participação", recordou. Potelecki citou o presidente do Legislativo em 2019, vereador Miri Dagostim (PP), que na sua gestão autorizou que a Câmara ajudasse a viabilizar uma simulação do Sarasul que foi realizada na Avenida Centenário, expondo à comunidade como funcionará o serviço.

Confira também - Sarasul, o aeromédico do Saer, passou no teste

"O presidente Miri utilizou recursos da Câmara para fazer a simulação e mostrar o quanto é importante esse serviço. Foi mais um passo em direção à implantação efetiva do serviço", reiterou Potelecki.

Mais sessões remotas

No fim da sessão extraordinária desta sexta, o presidente Tita Belloli comunicou que as reuniões da próxima semana continuarão remotas, já que mais um funcionário do Legislativo apresentou resultado positivo para Covid-19. "Em acordo dos líderes, estabelecemos que seria melhor continuar assim, para preservar a saúde de todos", concluiu.