Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Como surgiu o Novembro Azul?

Mês mundial que conscientiza sobre câncer de próstata será trabalhado na Campanha Viva Mais
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 01/11/2017 - 14:17Atualizado em 01/11/2017 - 14:18

O mês de novembro é dedicado a conscientização sobre o câncer de próstata, o segundo mais comum entre os homens. Só em 2016, mais de 61 mil homens foram diagnosticados com a doença no Brasil.  Abraçando a causa, a campanha Viva Mais começa, a partir desta quarta-feira (1), a trabalhar o tema no programa Ponto Final, apresentado pelo jornalista Arthur Lessa.

O Novembro Azul

A campanha Novembro Azul é mundialmente conhecida como Movember, junção das palavras Moustache (bigode) e November (novembro). Surgiu na Austrália em 2003. O mês foi escolhido porque abriga, no dia 17, o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata.

No Brasil, o pioneiro adotar a campanha e nomeá-la de Novembro Azul foi o Instituto Lado a Lado pela Vida, em 2008, com objetivo de quebrar o preconceito do homem de ir ao médico e, quando necessário, fazer o exame de toque.

Fatores de risco

Não existe uma causa específica da doença, mas alguns fatores influenciam no aparecimento da doença como obesidade, histórico familiar de pessoas com a doença, a idade (mais de 60% dos casos acontecem com homens com mais de 65 anos), raça (a maior incidência é entre homens negros), sedentarismo e alimentação rica em gorduras.

Sintomas

Em geral, os sintomas aparecem em casos avançados da doença. Dentre eles estão a dificuldade e vontade frequente de urinar, sensação de bexiga cheia, dor e/ou desconforto ao urinar, urina escura, dentre outros.

Tratamento

A doença é mais comumente tratada através de cirurgia de retirada da próstata, radioterapia e tratamento hormonal. O tratamento depende de cada caso.

Diagnóstico

É necessária a realização de exames de rotina a partir dos 50 anos. O exame de sangue, denominado PSA (Antígeno Prostático Específico), e o exame de toque retal são as principais formas de diagnóstico.