Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
FIQUE POR DENTRO DE TODAS AS INFORMAÇÕES DAS ELEIÇÕES 2024!

Câmara de Criciúma: assinada autorização de licitação para construção da nova sede

O local terá 21 gabinetes para os vereadores e capacidade para 228 pessoas

Por Gabriel Mendes Criciúma, SC, 20/06/2024 - 18:09 Atualizado em 05/07/2024 - 11:31
Foto: Gabriel Mendes/4oito
Foto: Gabriel Mendes/4oito

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

A construção da sede da nova Câmara de Vereadores de Criciúma teve um novo capítulo. A Prefeitura de Criciúma, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana, assinou a autorização de licitação na tarde desta quarta-feira (20).

O investimento para a obra é de mais de R$ 18 milhões, o prédio terá um espaço de 4.746 mil metros quadrados e será construído na Avenida Santos Dumont, próximo ao Ginásio Municipal de Esportes Irmão Walmir Antônio Orsi. A obra foi desenvolvida pelo arquiteto e urbanista da Prefeitura de Criciúma, André de Luca.

Um dos motivos para a Câmara Municipal de Criciúma sair do atual espaço, que fica em um prédio situado na rua Coronel Pedro Benedet, no Centro da cidade, é o custo de aluguel, de R$ 500 mil anual, e também porque o espaço não é o adequado, já que, por exemplo, não há acessibilidade para as pessoas com deficiência.

Leia mais:

“A sociedade tem dificuldade de participar, de poder acompanhar o trabalho dos vereadores, e os vereadores acabam não desempenhando de forma adequada o seu trabalho porque o espaço físico não permite, a cidade de Criciúma que é protagonista das boas ações, merece ter uma casa legislativa a altura da nossa cidade”, comentou o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro (PSD).

Segundo Salvaro, os próximos prefeitos e vereadores terão que dar continuidade na obra porque os recursos estão assegurados. “Onde ela está hoje não permite a participação da população, se fosse observar em termos de segurança ela poderia até ser interditada, aonde ela esta hoje é um local inadequado para que os vereadores possam desempenhar seu papel”, disse.

A nova sede vai ter um espaço de 21 gabinetes para os vereadores, salas de reunião, plenário com capacidade de 228 pessoas sentadas, áreas para audiências públicas e espaços para eventos. O estacionamento terá vagas para mais de 40 veículos e será possível reutilizar a água da chuva e a energia solar terá convertida para energia elétrica, por meio de painéis fotovoltaicos.

“Também não adianta fazer uma casa legislativa pensando para daqui a dez anos, a nova sede está sendo pensada para uma população até de 500 mil habitantes, estamos olhando Criciúma lá na frente”, destacou Salvaro.

Conforme o prefeito de Criciúma, o financiamento da obra é proveniente do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa) da Caixa Econômica Federal. “De tal forma que dificulta muito aquele que vier depois de mim e os vereadores dessa legislatura, mesmo não colocando como prioridade, terá que terminar a obra”, explicou.

O tema já é discutido há alguns anos. Em dezembro de 2022, quando a vereadora Roseli de Lucca Pizzolo (PSDB) esteve como presidente da Câmara, o projeto da obra foi apresentado e houve a assinatura para cessão do uso do terreno onde ficará a nova estrutura do Legislativo.

A obra também passou pelas mãos do presidente da Câmara em 2023, Salésio Lima (PSD) e agora por Jair Alexandre (PL), atual presidente do Legislativo. Os três não disputarão a reeleição para vereador.

Segundo Alexandre, a construção da nova sede é uma batalha de quase 40 anos. “Assinar essa licitação é um privilégio enorme, a gente se sente honrado, os vereadores desta Legislatura, para nós é uma honra poder com o prefeito, assinar a autorização. A obra era necessária, não é uma questão de vaidade dos vereadores, porque onde estamos não temos condições”, explicou.
 

Tags: eleicoes2024

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito