Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Archimedes comenta a falta de empolgação nos debates

Comentarista diz que propostas não são apresentadas, assim como não comparam ideias
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 27/08/2018 - 15:00

Em seu comentário nesta segunda-feira (27), Archimedes Naspolini falou sobre os debates entre candidatos, com destaque para o realizado na última sexta-feira (24). Segundo ele, o mais empolgante já visto no Brasil envolveu Lula e Fernando Collor de Mello, em 1989. Depois disso passaram a engessar o formato, com regras e tempo para as respostas, analisou.

“Sempre que se fala em debate, a gente fica esperando o confronto de ideias, o confronto de opiniões, a divulgação de propostas diferentes, espera-se até o clima esquentar e adversários se digladiarem. Isso seria até normal, se o debate fosse realmente um debate, o debate que temos ouvido, visto e assistido, é o mais eloquente sinônimo da água, ele é incolor, insípido e inodoro”, disse.