Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Tigre segue fazendo contas, Figueira em boa fase, despedida de Zé Carlos e outras do esporte

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 13/06/2018 - 05:03Atualizado em 13/06/2018 - 05:16

Para sair do incomodo Z-4

A combinação é simples. O Criciúma precisa somente vencer o Oeste-SP. Essa é a missão para sair, mesmo que momentaneamente, do Z-4. Mas uma pressão a mais foi jogada sob o Tigre. A vitória do Goiás pra cima do Londrina deixa o time de Mazola Júnior a três pontos do próprio Esmeraldino. É a mesma distância para o próximo adversário. Em resumo, uma vitória na 11ª rodada poderá render aquela tranquilidade necessária para a sequência do trabalho. E caso o Brasil-Pe perca para o líder Fortaleza, o Tricolor enfrentará os gaúchos, na quinta-feira, dia 21, já em vantagem na classificação.

Mesmo a 27 rodadas do fim da competição, Tigre já faz contas para não cair (Foto: Guilherme Hahn)

Valiosa invencibilidade

Ano passado, quando iniciou o processo de recuperação com o técnico Luiz Carlos Winck, o Criciúma ficou nove jogos invicto. Foi naquele período que o Tricolor adquiriu a gordura necessária para escapar do rebaixamento. Obviamente que o empate contra o Boa Esporte-MG foi decepcionante, mas precisa ficar no passado. Sabendo das limitações, o Tigre necessita encarar os próximos dois jogos fora de casa como verdadeiras decisões.

Bem na foto

São seis vitórias, dois empates e três derrotas. A campanha consistente do Figueirense o credencia para um acesso à elite. E o mais interessante, segundo os colegas de imprensa de Florianópolis, é que o trabalho do técnico Milton Cruz está gerando confiança ao grupo Alvinegro. Os jogadores compraram a ideia da comissão técnica. O time fechou e, juntamente com o Fortaleza, é um grande candidato a ficar com uma das quatro vagas a Série A do ano que vem. Ontem, contra o Sampaio Corrêa-MA, o Figueira venceu por 1 a 0, no Scarpelli, assumindo a vice-liderança.

Torcida alvinegra fe a festa no Scarpelli (Foto: Diário Catarinense)

Em ascensão

As duas vitórias seguidas colocaram o Goiás fora da zona de rebaixamento. E isso mais cedo ou mais tarde iria acontecer. O time de Goiânia tem potência para não cair, no mínimo. Equipes como Sampaio Corrêa-MA e Oeste-SP possuem elencos limitados e deverão fazer um campeonato para não cair. São esses, mesmo a tabela não apontando claramente isso, que deverão brigar para não cair. Ontem, contra o Londrina, no Paraná, o Esmeraldino venceu por 3 a 1, confirmando um novo momento dentro da competição.

Goiás venceu em pleno Estádio do Café por 3 a 1 (Foto: Diário de Londrina)

Destaque A Tribuna

Nenê está velho. Ultrapassado. Em baixa. Várias avaliações surgiram com a queda de produção no Vasco. Depois, já no São Paulo, vieram as críticas ao clube por contratar o jogador. Mas, a cada rodada do Brasileirão, o meia mostra que com o técnico Diego Aguirre tem conseguido encontrar o melhor futebol. É habilidoso, inteligente, não tem mais aquela velocidade, mas pode contribuir muito ainda com o Tricolor do Morumbi.

Nota Zero

Zé Carlos já não vinha bem de saúde. Mesmo assim a dor da partida abala parentes, amigos e torcedores. Quem acompanhou a carreira do ex-jogador e ex-técnico, sabe o quanto ele significou para o futebol nacional. Porém, depois do AVC sofrido, Zé Carlos estava sofrendo. Recebia cuidados da esposa. Mas a morte nos traz sentimentos inexplicáveis. Hoje, um dos técnicos marcantes da história do Criciúma, será sepultado em Minas Ferais. Uma semana triste para o clube carvoeiro.

4oito

Deixe seu comentário