Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

O socializador Café São Paulo

Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro 13/06/2020 - 11:09

De onde vem o nome de nossa cidade?

Consultado em 1955 sobre a grafia e significado da palavra Criciúma pelo jornal A Tribuna Criciumense, o professor Moacyr Campos, jornalista, tupinólogo residente em SP, respondeu que Cresciúma, Cressiúma ou Criciúma vêm dar na mesma coisa "demos como definitiva a grafia Criciúma" (...).  "A palavra original é Kyruy-syiuâ (Guasch), ou Quirey-Cy-uá (padre Ruiz de Montoya). Kyruy é delicado, tenro; Syi é liso, Uâ: haste, a vara. Portanto, vara lisa e delicada".

"Criciúma é uma taquara pequena". Padre Teschauer, em seu Novo Dicionário Nacional, diz: "CRIXIUMA s.f. (bot. Chusquea romossima Lindm.). Taquara que reina uma sombra eterna, especialmente se na mata houver crixiuma, bambu anão, extraordinariamente ramoso (...) (Lindmann Loffgren)".

Como se vê, mais uma grafia e nova versão. Crixiuma o extraordinariamente ramoso, de Loffren: Quirey-cy-uâ: frondes ou grande volume de varas finas. (Campos apud Comissão Municipal de Cultura, 1974, p. 11).

Em 6 de janeiro de 1960, quando cheguei a Criciúma para iniciar minha vida profissional, após graduar-me na Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Paraná, o Café São Paulo no entorno da Praça Nereu Ramos já era uma lenda. Foi em 1917 que se delineou o perímetro urbano da cidade, criando a rua 6 de janeiro e algumas poucas artérias centrais. Em 1930 o espaço da praça era utilizado para laboriosas, heroicas e violentas disputas futebolísticas e de bola de pau. Entre 1931-1933 o prefeito Cincinato Naspolini tracejou a praça, coisa preservada até hoje.

Animais que pastavam no local eram contidos por cerca de arame redondo. Proprietários dos animais soltos na área acabavam multados. Com o tempo a praça alcançou a forma de quadrado que mantém até hoje. De início havia um pequeno jardim triangular, a Praça da Imigração, depois da Bandeira e o espaço quadrado, Praça Etelvina Cesarina Ferreira da Luz, nome da primeira esposa do governador Hercílio Pedro da Luz. Hoje os dois espaços fundidos formam o calçadão.

Em 3.4.1880, quatro meses depois da data de fundação de Criciúma, Araranguá era município. Criciúma e todo o sul catarinense formavam então, o município de Araranguá. Criciúma, emancipada do município de Araranguá, vem 45 anos após sua fundação, em 4.11.1925. Os territórios dos atuais municípios de Nova Veneza, Içara, Forquilhinha e Balneário Rincão, integravam o município de Criciúma desde 1925.

Desde 1946 toda a Praça tem o nome de Nereu (de Oliveira) Ramos, homenageando o primeiro catarinense a chegar à Presidência da República.

Os fatos históricos mais importantes da história de Criciúma ocorreram em torno de sua praça principal e de seu mais representativo Café.

QUAL ERA A POPULAÇÃO URBANA SUL DE SC 1940?

1940 – Quinze após a emancipação Criciúma tinha 27.7531939 almas total; 2.127 urbana. Laguna contava 8.444 almas, Tubarão 6.759, Araranguá 2.579, Orleans 1.492, Urussanga 633. Em Criciúma 82,5% da população era rurícola.

1943, Cresciúma tem 3 distritos: Cresciúma, Aliatar e Nova Veneza.

1950 - 50.854 habitantes

1960 - 61.975 Criciúma, 4 distritos: Criciúma, Forquilhinha, Içara, Rio Maina.

1970 - 81.451

1980 - 110.597

2000 - 170.420

2020 215.186

Em 1925 data da emancipação de Criciúma, em 9/1 nasce jornal o Estado do Paraná e um ano depois a VARIG voa na Lagoa dos Patos, RS.

Em 6.1.2020 Criciúma, geograficamente localizada em glebas que já pertenceram à Sesmaria Santo Antônio dos Anjos da Laguna, comemorou 140 anos de fundação ou início da sua colonização.

Nos próximos dias vamos reviver o Café, seus personagens e sua história.

4oito

Deixe seu comentário