Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Dizelda Benedet e a política criciumense da década de 80

Henrique Packter
Por Henrique Packter 26/12/2019 - 06:59Atualizado em 26/12/2019 - 07:01

DIZELDA CORAL BENEDET, conforme sabido, era pessoa muito ligada aos médicos Nyra e Odilon. Conforme dados por ela coletados, ficamos sabendo da graduação do casal no Curso de Medicina pela Universidade Católica do Paraná, 1968.
Talvez a pessoa de maior intimidade e de maior convívio com Nyra em Criciúma. Muito do que se escreverá sobre a primeira médica e primeira médica ginecologista e obstetra da cidade vai se dever a Dizelda, natural de São Bento, Nova Veneza (13.1.1936).
Cidadã honorária (13.5.2002) e primeira mulher vereadora em Criciúma (1983-1988), Diretora do Bairro da Juventude (8 anos), Secretária Municipal de Saúde e Bem-Estar Social (1983/1985), Diretora da FUCABEM (Fundação Catarinense de Bem-Estar do Menor), 1973/1974, membro fundadora da AFASC (Associação Feminina de Assistência Social de Criciúma), presidiu a SULCATUR (Associação Sulcatarinense de Turismo). Primeira mulher em Criciúma a inserir-se na política partidária. Hoje, das 17 cadeiras na Câmara de Vereadores de Criciúma, apenas duas são ocupadas por mulheres. 
 
PRIMEIRA EDIL em CRICIÚMA 1983/1988 
 
Era Prefeito José Augusto Hülse e Vice, Roseval José Alves. Vereadores:
 
Em 1967, o prefeito Ruy Hülse de Criciúma, transferiu a Câmara de Vereadores para sala da Galeria Benjamim Bristot. Somente em 1986 a sede da Câmara Municipal foi transferida para o sexto andar do Centro Profissional de Criciúma, Rua Cel. Pedro Benedet, 488, onde ainda se encontra.
 
VEREADORES EM 1987

Adair José Spillere, Ademir Uggioni (presidente 1987/1988, depois vice-prefeito), Ageci Mendes Xavier, Aguinaldo Nunes, Altamiro Bittencourt (administrador do HSJ), Antônio de Jesus Costa (o Costinha, craque do Itaúna), Arnoldo Paulo Ribeiro, Avelino Dilney Pedro Lopes (pai do jornalista Ney Lopes e autor do projeto que me concedeu o título de Cidadão Honorário de Criciúma), Dizelda Coral Benedet (Primeira Vereadora em Criciúma), Itamar da Silva (seis mandatos de vereador, prefeito interino), José Argente Filho, Jorge Uliana Filho (presidente 1985/1987), Jucimar Magrim, Lourival Lopes, Miguel Medeiros Esmeraldino  (homem  de confiança de Diomício Freitas), Ricardo Back (Paquinha, de Forquilhinha),  Sérgio Uliano, Vânio de Oliveira (pastor, gravou músicas religiosas), Verceli Nunes Coral (depois vice-prefeito), Woimer Loch (presidentes: 1983/1985, sogro de João Paulo  Kleinubing), Wilmar da Conceição.
(Entre os suplentes: jornalista Aires Joaquim Medeiros Fª, contabilista Amaro Alves Fernandes).
Prefeito José Augusto Hülse, a Câmara de Vereadores e seus presidentes, possibilitaram a construção da primeira UTI do HSJ, responsável por tantas vidas salvas em nossa região, desde então.
Uma semana após a formatura, novembro de 1968, casam-se Nyra e Odilon Froelich. Em seguida vão para o RJ onde fazem residência Médica para especializarem-se, NYRA no Hospital Moncorvo Filho em Ginecologia e Obstetrícia. ODILON faria cirurgia geral. Ingressam no curso de especialização médica em 31.12.1969, após aprovação em concurso público. Como se sabe, 1968 foi o ano que não houve. 3.057

4oito

Deixe seu comentário