Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Whatsapp hackeado? Saiba como se proteger da falha de segurança no aplicativo

Ale Koga
Por Ale Koga 15/05/2019 - 21:53Atualizado em 15/05/2019 - 22:45

E a notícia que está rodando a semana é a vulnerabildade no Whatsapp onde foi descoberto que o aplicativo poderia ser hackeado através da instalação de um "vírus" no celular dos usuários.  No início do mês, foi encontrada uma falha de segurança e um esperto se aproveitou para pensar em uma maneira de tirar proveito disso.

O que de fato aconteceu? 

O Whatsapp descobriu que a vulnerabilidade estava no seu sistema de ligações, o VoiP. Para quem não está familiarizado, esse sistema é bem similar ao Skype, onde utiliza-se a telefonia através da conexão na internet sem a necessidade de uma linha telefônica. O "esperto" em questão, a empresa israelense de inteligência cibernética, o NSO Group, aproveitou-se disso e desenvolveu uma técnica para a instalação de um spyware (programa espião que coleta informações) nos smartphones que possuem o Whatsapp instalado.

Como funciona o "vírus"?

Através de uma simples ligação no Whatsapp (que nem precisava ser atendida) o código do spyware era executado e com isso os hackers conseguiam espionar a comunicação dos usuários através da câmera, microfone e principalmente as mensagens trocadas dentro do aplicativo.

Para o NSO Group, um prato cheio já que o principal serviço deles é a venda de recursos de tecnologia para a comunidade de inteligência internacional. E o que isso significa? Significa que a partir do momento que o Pegasus (nome do "vírus) conseguisse ser instalado nos aparelhos através da falha de segurança nas chamadas do Whatsapp, governos, movimentos, etc. poderiam saber o que estava acontecendo nos celulares de jornalistas, ativistas, políticos e de quem mais pudesse interessar.

Estima-se que hoje, o número de usuários do Whatsapp esteja em torno de 1,5 bilhões e foi detectado pela empresa que algumas dezenas desses usuários realmente foram infectadas com o Pegasus.

Como me proteger?

Para isso, o Whatsapp lançou uma atualização do aplicativo tanto para Android (sistema operacional do Google) quanto para iOS (sistema operacional da Apple) onde garante que a falha está corrigida e os usuário estarão protegidos. Então basta ir na loja de aplicativos, buscar pelo Whatsapp e confirmar se a versão do aplicativo instalada no seu celular é a mais atual. Se você não tem o costume de deixar a atualização dos aplicativos de forma automática no seu celular, está aí uma boa oportunidade para repensar se não vale a pena ativar esta função. 

Lembrando também que é bem importante que o software do seu celular também esteja sempre atualizado. Muita gente torce o nariz para atualizações, prefere não fazê-las ou deixar para atualizar manualmente mas são exatamente nelas que os aplicativos corrigem falhas, fazem melhorias e protegem os usuários de possíveis falhas como a que aconteceu com o Whatsapp nesta semana.

E aí? Já atualizou o seu?

 

4oito

Deixe seu comentário