Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

“Temos um candidato preso e outro que diz que não vai conversar com o Congresso”

Jornalista político Roberto Azevedo afirma que cenário das eleições 2018 é preocupante
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 22/08/2018 - 10:13Atualizado em 22/08/2018 - 10:18

Foi divulgada nesta quarta-feira (22) a pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Catarinense (IPC), a pedido da Som Maior FM, em Criciúma, sobre as intenções de voto para o Governo de Santa Catarina. A pesquisa aponta que Décio Lima (PT) lidera a corrida, tendo 13,38% das intenções de voto dos eleitores criciumenses. Em seguida vem Mauro Mariani (MDB), com 8,64%, Gelson Merisio (PSD) com 6,40% e Comandante Moisés (PSL), com 5,28% das citações.

Ângelo Castro (PCO) tem 2,56% das intenções de votos e Jessé Pereira, 1,12%. Ingrid Assis (PSTU) com 0,96%; Rogério Portanova (Rede) e Leonel Camasão (PSOL) têm 0,64% cada. Além disso, 40,80% dos eleitores não sabem em quem votar e 19,68% devem votar em branco ou anular o voto.

“O quadro é muito semelhante ao quadro que o Ibope mostrou em Santa Catarina. O pessoal da extrema esquerda se definiu e não deve mudar de posição. Agora, os demais, inclusive os que preferem Jair Bolsonaro, ainda estão indefinidos. Porque eles não identificam quem tem a cara de Jair Bolsonaro. Mas quem tem a cara do Lula está definido, que é o Décio Lima”, afirmou o jornalista político Roberto Azevedo.

Azevedo apontou que, nas pesquisas do Ibope e IPC, o que mais chama a atenção é a falta de definição de muitos eleitores. “A democracia não suporta isso. Você tem que ter questões lógicas. E aí quando se compara com o Datafolha que mostra que Lula tem 39% e Bolsonaro 19%, é algo assustador, porque nosso cenário é ruim. Temos um candidato preso e outro que diz que não vai conversar com o Congresso. Estamos numa situação delicada no Brasil”, esclareceu.