Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Sede da Câmara de Vereadores de Criciúma era para ser na Av. Getúlio Vargas

Mudança para a avenida era quase certa na época do prefeito José Augusto Hülse
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Criciúma - SC, 28/01/2020 - 08:59Atualizado em 28/01/2020 - 09:05

Há algumas décadas, em uma época em que o presidente da Câmara de Criciúma era o vereador Voimer Loch e o prefeito do município era o senhor José Augusto Hülse, a sede da Câmara quase teve um destino diferente. Com sede no andar superior da galeria Benjamin Bristot, localizada na Praça Nereu Ramos, a Câmara dava indícios de que iria mudar de lugar em breve. 

De acordo com Archimedes Naspolini Filho, o banco do Estado de Santa Catarina havia deixado as suas dependências da Av. Getúlio Vargas, e deveria ser ali a nova sede do legislativo. “Voimer reuniu-se com os demais integrantes da mesa, que decidiu lutar pela aquisição da antiga sede do Banco do Brasil recém desocupada”, relembrou.

O prédio foi avaliado e o prefeito José Augusto se mostrou simpático à ideia, mandando elaborar um projeto, que encaminhou à Câmara para superior análise dos vereadores, propondo a compra daquela propriedade.

“O projeto tramitou com invulgar velocidade e as comissões foram unânimes em recomendar a sua aprovação. Mas, na décima hora, quando tudo estava pronto para ser levado a votação em plenário, os vereadores peemedebistas da época caíram fora e anunciaram o seu voto contra a aquisição”, afirmou.

Segundo o jornalista, o motivo do abandono foi político: aquela compra valorizaria o currículo político de Voimer Loch, que era do PDS. Como a matéria precisava de quórum qualificado, o projeto acabou sendo arquivado e nunca mais se foi dito nada sobre instalar a Câmara naquele local específico.

“Olha o que políticos despreparados e despidos do espírito público podem ocasionar à gestão pública. Instalada ali, no centro da cidade, teria sido evitado o equívoco de levá-la para o sexto andar de um edifício, que presta para qualquer serviço, menos para hospedar uma Câmara de Vereadores” disse.

No momento, a expectativa é de que a Câmara de Vereadores venha a ser instalada no recém inaugurado Parque Altair Guidi, algo que já havia sido fixado em data pelo último presidente do poder legislativo. ”Se os atuais dignitários da edilidade não agirem com pulso firme, os egressos das urnas de outubro deste ano é que vão decidir sobre o futuro endereço da nossa debilitada Câmara de Vereadores - a nossa casa do povo”, concluiu Archimedes.