Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Santos Longaretti deixa legado de defesa do associativismo

Empresário do setor de confecções em Criciúma faleceu na noite de quarta-feira, aos 88 anos
Por Redação Criciúma, SC, 27/05/2021 - 16:47
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

Seja no Sindicato das Indústrias do Vestuário de Criciúma, que ajudou a fundar e presidiu durante uma década, na Cooperativa de Crédito Mútuo dos Confeccionistas do Vestuário da Região Sul Catarinense (Sicred) ou na Associação Empresarial de Criciúma (ACIC) – outras duas entidades que comandou – Santos Longaretti, que faleceu na noite desta quarta (26), aos 88 anos, sempre defendeu que a união fortalece o setor produtivo. "Ele nos deixa um legado de defesa do associativismo como forma ampliar as oportunidades das empresas", afirmou o presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), Mario Cezar de Aguiar, ao lamentar o passamento. Em 2010, Longaretti recebeu a Ordem do Mérito Industrial de Santa Catarina, principal homenagem da indústria catarinense, concedida pela FIESC.

Empresário do ramo de confecções, Longaretti fundou em Criciúma as empresas Calças Calcutá, Calcutá Tecidos e Loja Di Santi. Como líder empresarial teve atuação destacada e ocupou diversos cargos na ACIC desde a década de 1960. Além de presidente, foi vice-presidente e tesoureiro, até tornar-se membro vitalício do Conselho Superior. Em sua gestão foi inaugurado o Centro Empresarial. Também integrou o Comitê de Gerenciamento da Bacia do Rio Araranguá, foi conselheiro da Fucri, atual Unesc, e do Criciúma Esporte Clube. Em Criciúma, recebeu o título de Cidadão Honorário.

Em 1982 e 1983, ele teve participação ativa no processo de ampliação da presença do SENAI na região. Em entrevistas posteriores, o empresário destacava que um fato importante foi a implantação do primeiro curso de aprendizagem industrial em costura. "O setor da moda teve um grande desenvolvimento em Criciúma e Longaretti deu uma grande contribuição a essa história. Ele tinha um olhar permanente para o desenvolvimento econômico e social da comunidade", observa Aguiar.

O vice-presidente regional Sul da FIESC, Diomício Vidal, também lamentou a morte do amigo e companheiro. "Atuar ao lado de Santos Longaretti, em inúmeras atividades e visitas que fizemos, foi um aprendizado e uma satisfação. Foi uma pessoa que sempre transmitiu o espírito de perseverança, um otimismo e uma inteligência inigualável. Amigo querido, descanse em paz. Seu brilho agora iluminará outro lugar", disse.

Natural de Morro Grande, então pertencente ao município de Araranguá, Longaretti chegou em Criciúma em 1959. Casou-se aos 21 anos com Maria Aparecida Manique Barreto, com quem teve dois filhos e duas filhas – todos com atuação nas empresas da família. Seu envolvimento com o setor de moda e vestuário começou quando passou a atuar nas empresas dos irmãos de sua esposa. Duas décadas depois, já nos anos de 1980, a família resolveu dividir as empresas. 

Acic lamenta a morte do empresário

A Associação Empresarial de Criciúma (Acic), também lamentou a morte de Longaretti. "O presidente do Conselho Superior da Associação Empresarial de Criciúma (Acic) e o presidente executivo da entidade, em nome de toda a diretoria, conselheiros e associados, lamentam profundamente o falecimento do empresário Santos Longaretti, aos 88 anos, ocorrido nesta quarta-feira, 26, e se solidarizam com a família e amigos do empresário. Ex-presidente da Acic, Santos Longaretti é membro vitalício do Conselho Superior.  Santos Longaretti presidiu a Acic entre 2008 e 2009, assumindo a presidência do Conselho Superior da entidade em 2010, ano em que também recebeu a Ordem do Mérito Industrial de Santa Catarina, concedido pela Fiesc, uma das maiores honrarias do setor econômico estadual. Os dois anos em que assumiu a presidência da Acic demonstram apenas um pouco do período de tempo que Santos Longaretti dedicou à associação empresarial. A história de envolvimento com a Acic começou muito antes, ainda na década de 60. Longaretti, além de associado, passou pelos cargos de vice-presidente, tesoureiro, membro do Conselho Deliberativo e deixou sua marca por décadas, trabalhando em prol do associativismo e do crescimento da entidade", diz a nota

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito