Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Presidiários se entregam e rebelião acaba na Penitenciária Sul

Eles iniciaram a rebelião na Galeria H e passaram a fazer uma série de exigências
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Criciúma, SC, 14/05/2021 - 14:42Atualizado em 14/05/2021 - 14:59
Foto: Heitor Araujo/4oito
Foto: Heitor Araujo/4oito

Os dez presidiários que iniciaram uma rebelião na Penitenciária Sul, em Criciúma, se entregaram por volta das 14h30min, desta sexta-feira, 14.  A informação foi repassada pelos advogados dos apenados e a situação passou a ser normalizada. Eles iniciaram a rebelião na Galeria H e passaram a fazer uma série de exigências. "Não houve nenhum ferido, os disparos foram de armas não letais. Agora vai ser feito um pente fino e todos os encaminhamento para a transferência de presos", comenta Diego Campos, advogado de um dos presidiários.

Dois agentes prisionais e um detento foram feridos durante a rebelião que iniciou na parte da manhã. A capacidade da Penitenciária Sul é para mil apenados e, segundo informações, está perto da lotação.

Confira também:

Rebelião na Penitenciária Sul: Presos rendem agentes e fazem exigências

O comandante da 6ª Região de Polícia Militar, Coronel Evandro Fraga, destaca que a rebelião foi uma ocasião de oportunidade. “Por trata-se de Penitenciária Sul, para onde são dirigidos os presos condenados, não tem dúvida que pode ser de facções, por outro lado, destacamos que a Penitenciária Sul é considerado um local seguro, com o emprego de regime disciplinar diferenciado. É importante que a gente exalte como é gerida e administrada este estabelecimento prisional”, salienta.

Após iniciar a rebelião, os dez presidiários exigiram a presença dos advogados e da imprensa e que a lista de pedidos surgiu durante o ato, não sendo premeditado. “Nós entendemos que a imprensa é importante para difundir e até acalmar os familiares dos educandos. Além da negociação, estamos com ações táticas importantes e deixar claro que não estamos sonegando informações”, diz.

Os presidiários rebelados fizeram dois policiais penais de reféns, um foi ferido perto da jugular e outro no antebraço esquerdo, segundo o comandante. 

Ouça o que disse o Coronal Evandro Fraga ao jornalista Heitor Araújo: