Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

PM fiscaliza fechamento de lojas

Comércio deverá cumprir decreto de suspensão de atividades por conta do coronavírus
Denis Luciano
Por Denis Luciano Forquilhinha, SC, 18/03/2020 - 10:46Atualizado em 18/03/2020 - 10:55
Arquivo / 4oito
Arquivo / 4oito

A Polícia Militar está fazendo visitas aos estabelecimentos comerciais ordenando fechamento de lojas até as 12h. "Fizemos contatos com a CDL e proprietários de empresas de transportes, pedindo que fosse seguido o decreto do governo, de maneira a orientar, e agora pela manhã estamos empenhando o nosso efetivo, além do pessoal que estaria de serviço, toda a parte administrativa também atua nisso", informou o coronel Cosme Manique Barreto, comandante da 6a Região Policial Militar. "A partir do meio da tarde e amanhã de manhã vamos começar a fazer as notificações desse pessoal, cobrando o cumprimento desse decreto", completou.

Quem continuar com os estabelecimentos operando, descumprindo efeitos do decreto, deverá ser punido com multa. "Poderá haver condução e prisão, pode haver uma ação mais forte conforme o decreto, pelo cumprimento da medida", assinalou o coronel.

A operação de orientação para o fechamento vem sendo registrada em todas as cidades da região carbonífera. "Estamos com outra preocupação também, de fortalecer a partir do momento que a maioria do comércio esteja fechado, de fortalecer o policiamento na área central da cidade, onde sempre tem grande movimentação em virtude do comércio fechado, que ali vai virar um semi-deserto, e a gente vai ter que massificar o policiamento, durante o dia e também à noite, com atenção maior nesses pontos, até com a preocupação de possíveis atos de vandalismo ou de furtos e arrombamentos", detalhou.

A PM vai orientar e fiscalizar, também, sobre a suspensão do transporte coletivo. "Contactamos com as empresas e a partir da tarde começaremos uma fiscalização in loco para esse cumprimento", arrematou o comandante.

Tags: coronavírus