Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Pedágios na BR-101: "Fomos feitos de palhaços"

Desabafo é do presidente da Fecam, Joares Ponticelli. Edital de concessão do trecho sul sai em novembro
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 21/10/2019 - 18:28Atualizado em 21/10/2019 - 18:36
Arquivo / 4oito
Arquivo / 4oito

A publicação do edital de concessão do trecho sul da BR-101 entre 30 de outubro e 6 de novembro segue sendo alvo de muitos desabafos de lideranças da região. A garantia de quatro praças de pedágio e com valores sugeridos de R$ 5,19 não foram bem recebidos.

"Fomos feitos de palhaços", desabafou o presidente da Federação Catarinense dos Municípios (Fecam), Joares Ponticelli, em entrevista à Rádio Som Maior. "Fizeram audiências públicas para cumprir tabela, com esse edital com tarifas de mais de R$ 5. Naturalmente que não podemos concordar com isso", afirmou.

Confira também - Pedágios mantidos e edital em novembro

O presidente reiterou que o pedido é de detalhamento da relação de investimentos que a concessão exigirá do concessionário pelos próximos 30 anos. "Não há, na nossa visão, obras tão impactantes assim para, nesse prazo de concessão, exigir tantas praças de pedágio com valores tão exagerados", pontuou. "O combinado era que se aguardaria as lideranças do sul para a audiência com o ministro da Infraestrutura, para ouvir os nossos questionamentos. O diretor da ANTT deu uma chamada pública nos demais diretores e começamos a achar que aquilo foi tudo ensaiado", complementou.

Em recente audiência com o Fórum Parlamentar Catarinense, em Brasília, representante da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) havia assegurado a suspensão da publicação do edital até que houvesse uma audiência com o ministro Tarcísio Gomes de Freitas. O trecho a ser concessionado contará com praças de pedágio em Imbituba, Tubarão, Araranguá e São João do Sul.

Confira também - Deputados ficam indignados com o edital dos pedágios