Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Onda de assaltos no bairro Pinheirinho preocupa estudantes

Medidas preventivas tem sido tomadas por parte da PM e dos próprios acadêmicos
Por Vitor Netto Criciúma - SC, 07/11/2019 - 11:53Atualizado em 07/11/2019 - 11:59

Uma onda de assaltos no bairro Pinheirinho, na região próximo ao Terminal de Ônibus e da Unesc, tem ocorrido nos últimos meses.  O fato tem preocupado os estudantes que moram no entorno e que já tem tomado medidas para prevenir os assaltos e furtos. 

O acadêmico da 10ª fase do curso de Direito da Unesc, Giovane Coelho, é de Passo de Torres e mora há quatro anos em Criciúma, próximo a Universidade. De acordo com ele, os estudantes têm tomado medidas para prevenir que ocorram mais assaltos na região. “Já foram criados grupos do WhatsApp para que os alunos troquem mensagens para que não saiam sozinhos da Universidade, para se reunir e ir juntos”, comentou. 

Além disso, acadêmicos têm buscado não levar celulares, notebooks e dinheiro para as aulas, com medo de serem assaltados ou furtados no percurso. “Por exemplo, mesmo não estudando no mesmo horário da minha namorada tenho acompanhado ela até a aula”, completou. 

A Polícia Militar (PM) tem realizado rondas no local, além de realizarem conversas e tratativas com a Unesc

De acordo com o coronel, Cosme Manique Barreto, a PM está ciente dos casos e já tem tomado medidas para diminuir o número de assaltos e furtos. “Já temos realizado operações para diminuir isso, celulares foram recuperados, pessoas foram presas e também trabalhado para alertar a população sobre medidas de como andar nas ruas”, comentou. 

Conforme o coronel, o Brasil hoje apresenta uma legislação sem vergonha, em que o ECA protege menores de idade. “Existe uma casa de passagem para menores a 600 metros da Unesc, onde eles dormem lá, e saem e realizam furtos e roubos”, afirmou. 

Uma medida proposta pelo estudante é a da criação de um posto policial no Terminal do Pinheirinho, como medida para diminuir o número de assaltos.