Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Novo pedido de impeachment de Moisés possui adesão de empresários e trabalhadores

Protocolado nesta segunda, processo foca no governador e na vice
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Florianópolis - SC, 11/08/2020 - 08:22Atualizado em 11/08/2020 - 08:23
Foto: divulgação
Foto: divulgação

Um novo pedido de impeachment contra o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva, foi protocolado nesta segunda-feira, 10. O pedido difere de todos os outros já protocolados contra o governador em alguns pontos cruciais, e ainda conta com a adesão de empresários e trabalhadores de diversos segmentos econômicos do estado.

“As diferenças entre os outros pedidos de impeachment são várias. O que está tramitando atualmente, do Ralf Zimmer, tem como alvo três autoridades: governador, vice e secretário de Administração. Os outros quatro, que estão arquivados, eram exclusivamente sobre o governador. Já este novo é exclusivamente sobre o governador e a vice”, pontuou o jornalista político, Moacir Pereira,

Enquanto os outros pedidos tratam principalmente sobre o aumento administrativo do salário dos defensores do estado, o novo abrange diversos pontos principais. A questão da compra dos 200 respiradores pelo valor superfaturado de R$ 33 milhões, os quais ainda não chegaram em SC, é um dos pontos. A questão do Hospital de Campanha, é outro.

Uma das grandes diferenças do novo pedido de impeachment para os demais é que ele conta com a adesão de diversos representantes de setores econômicos de SC. “Dá mais substância no processo o fato dele não ser isolado, é um pedido coletivo com um número respeitável de pessoas de diferentes segmentos. Tem o representante das escolas particulares de SC, o representante do setor de transporte coletivo na área do turismo e também advogados. É um conjunto muito mais aberto”, disse Moacir.