Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Nos pênaltis, Tigre avança na Copa do Brasil

Carlos Eduardo desperdiçou cobrança. Goleiro Luiz foi destaque e jovem Reinaldo confirmou a vaga
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma, SC, 21/02/2019 - 21:32Atualizado em 21/02/2019 - 22:34
Reinaldo, de 17 anos, fez o gol decisivo / Fotos: Daniel Búrigo / A Tribuna
Reinaldo, de 17 anos, fez o gol decisivo / Fotos: Daniel Búrigo / A Tribuna

O Tigre está na terceira fase da Copa do Brasil. Jogando em casa a equipe de Doriva eliminou o Oeste na noite desta quinta-feira (21) e garantiu R$ 625 mil no cofre, premiação entregue as equipes que não estão na elite. O primeiro tempo foi empolgante no começo e no fim, já a segunda o tricolor teve um controle maior. No placar 0 a 0 e vaga definida nos pênaltis, com gol de Reinaldo.

O Criciúma espera o seu adversário, que sairá do confronto entre Mixto ou Chapecoense que jogam na próxima semana. Quem passar dessa fase vai embolsar mais R$ 1,45 milhão. O próximo compromisso da equipe é pelo Campeonato Catarinense, no domingo (24), às 17h contra o Figueirense, pela primeira rodada do returno.

Começo bom, meio ruim, final bom

O Criciúma começou ligado, de olho na classificação para a próxima fase. O primeiro lance foi logo no minuto inicial, com Andrew invadindo a área, passando pelo goleiro, mas não aproveitando. Aos dois minutos o Oeste tentou atacar e Sandro parou o lance com falta, levando amarelo. E Andrew teve outra chance aos três, batendo cruzado para fora, pertinho da trave.

O jogo continuou em bom ritmo, aos nove foi a vez de Daniel Costa arriscar de longe, mandando sobre o gol. Aos 19 o ex-Tigre Bruno Lopes tentou surpreender de longe, assustando o goleiro Luiz. O elevado número de faltas também chamou atenção nos primeiros minutos. O ritmo intenso não se manteve na parte final da etapa.

Mas, já nos acréscimos o Tigre teve duas boas oportunidades no mesmo lance, ambas defendidas pelo goleiro do Oeste. Primeiro Platero cabeceou e Cavichioli espalmou, no rebote o zagueirão tentou novamente e dessa vez o goleiro salvou com o pé. Na sequência o time visitante partiu para cima, Roberto avançou, tocou para o meio e o atacante conseguiu chutar para fora, sem goleiro. 0 a 0.

Criciúma domina a segunda etapa e acaba com um a menos

Doriva mexeu no intervalo e colocou Pedro Bortoluzo na vaga de Julimar. A primeira chegada foi do Oeste, com Mazinho finalizando mal. Aos 24 foi a vez de Carlos Eduardo arriscar uma pancada para o gol, onde Cavichioli pegou. Outro ex-Tigre, o atacante Jheimy entrou em campo aos 28, no lugar de Bruno Lopes.

Daniel Costa desperdiçou uma das melhores chances do jogo aos 29 minutos, ele invadiu a área sozinho e não confiou na perna esquerda, cortando duas vezes para a direita e chutando fraquinho, em cima da marcação. Aos 36 a bola sobrou para Marlon, que tentou o chute e acertou a bola no adversário. Na sequência Eduardo mandou de fora da área e o goleirão buscou de novo.

Com o fim do jogo se aproximando, o tricolor passou a dominar. Aos 39 Bortoluzo ficou com a sobra, girou e bateu, fácil para Cavichioli. Aos 41 uma bela oportunidade onde o placar quase foi aberto, Reis recebeu, ajeitou e mandou na trave, o goleiro nem se mexeu. Eduardo acabou sendo expulso porque já tinha amarelo, após dar um bico na bola. Sem gols, a vaga foi definida nos pênaltis.

Nos pênaltis, a vaga carvoeira

O Oeste começou batendo com Jheimy, que mandou no canto direito de Luiz. Depois Daniel Costa converteu a cobrança mandando na gaveta.

Alyson foi o segundo a cobrar, rasteira na direita. Quarto pênalti, todos na direita, todos convertidos, dessa vez Marlon.

Luiz por pouco não pegou a batida de Tony, na esquerda, raspando às luvas. Sandro empatou novamente para o Criciúma, mandando colocada na esquerda.

Mazinho rolou no meio do gol, Luiz foi para o canto e o Oeste voltou a liderar. Carlos Eduardo bateu entre o canto e o meio do gol, errando.

Elvis bateu na esquerda e Luiz foi lá pegar, não teve lei do ex. Depois, Reis igualou novamente. 4 a 4.

Marciel bateu rasteira no meio e marcou. Na sexta cobrança, Pedro Bortoluzo fez mais um gol.

Bruno Xavier cobrou bem no cantinho e guardou. Platero foi para a bola e mandou uma bomba, marcando.

O zagueiro Maracás bateu o oitavo pênalti, Luiz foi lá e defendeu. Coube a Reinaldo cobrar o pênalti decisivo, o menino de 17 anos pegou distância e mandou no cantinho. Final: Tigre 7 x 6 Oeste.

Carlos Eduardo perde outro pênalti

No ano passado, nessa mesma fase, o desfecho foi diferente, o Criciúma havia perdido para o Cianorte (PR) por 5 a 4. Em 2019 um personagem voltou a chamar atenção nos pênaltis. Nas duas edições o lateral Carlos Eduardo desperdiçou cobranças. Dessa vez ele entrou na vaga de Maicon e foi o terceiro a cobrar.

CRICIÚMA

Luiz; Maicon (Carlos Eduardo), Platero, Sandro e Marlon; Zé Augusto, Eduardo e Daniel Costa; Reis, Andrew (Reinaldo) e Julimar (Pedro Bortoluzo).

OESTE

Matheus Cavichioli; Tony, Kanu, Maracás e Alyson; Betinho (Marciel), Matheus Jesus, Elvis, Roberto (Bruno Xavier) e Mazinho; Bruno Lopes (Jheimy).