Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Moacir Pereira: projetos da Reforma da Previdência recebem primeiras críticas

O presidente da Associação dos Procuradores do Estado, Juliano Dossena, identificou o que classifica como injustiça nas propostas
Por Letícia Ortolan 02/07/2021 - 09:48 Atualizado em 02/07/2021 - 09:51
Foto: Arquivo / 4oito
Foto: Arquivo / 4oito

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

O comentarista político Mocair Pereira, trouxe ao Programa Adelor Lessa na manhã desta sexta-feira, 2, os principais assuntos comentados nas últimas horas. Tratam-se das primeiras críticas dos dois projetos da Reforma da Previdência que já tramitam na Assembleia Legislativa e a morte do poeta e artista catarinense, Rodrigo Hago. 

O presidente da Associação dos Procuradores do Estado, Juliano Dossena, identificou o que classifica como injustiça nas propostas, como por exemplo: funcionários que estão apenas a quatro meses da aposentadoria, terão que cumprir mais cinco anos caso seja aprovada a Reforma proposta pelo governo. 

Há ainda pelo menos três tópicos que já estão sendo contestados por representantes dos poderes. “A redução de pessoas que poderá chegar até 65%, injustiça nas regras de transição e a hipótese de cobrança de uma taxa adicional de 1 até 4% para Previdência Social”, destacou Moacir Pereira, acrescentando que a contribuição Catarinense está em 14%, considerada uma das mais altas do Brasil.


Além disso, a suspensão das negociações do Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas sobre a destinação de R$ 200 milhões para a duplicação da BR-470, causou polêmica. O Senador Esperidião Amin protocolou um requerimento para tratar do assunto e o presidente da comissão, Dário Berger, deferiu o pedido anunciando uma reunião semipresencial para os próximos dias. 


Santa Catarina de luto 

Rodrigo Hago será sepultado nesta sexta-feira, 2, em Florianópolis. Natural de São José, o poeta, escritor, artista e acadêmico, foi considerado uma das principais manifestações intelectuais a integrar a Academia Catarinense de Letras. “Esse luto não recai apenas sobre as artes, é uma perda irreparável e insubstituível que atinge toda a cultura do nosso estado”, finaliza Moacir. 

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito