Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Moacir Pereira: nova reunião com a Associação dos Servidores Civis e Militares acontece nesta quarta-feira

O compromisso está marcado para às 17h30, no Centro Administrativo, a fim de discutir as negociações com o secretário da Administração, Jorge Eduardo Tasca
Letícia Ortolan
Por Letícia Ortolan Criciúma, SC, 23/06/2021 - 09:10Atualizado em 23/06/2021 - 09:16
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Acontece nesta quarta-feira, 23, uma nova reunião com a Associação dos Servidores Civis e Militares que atuam na segurança pública de Santa Catarina. O compromisso está marcado para às 17h30, no Centro Administrativo, a fim de discutir as negociações com o secretário da Administração, Jorge Eduardo Tasca, juntamente a assessores técnicos e a provável presença do governador Carlos Moisés. 

Conforme o jornalista político, Moacir Pereira, em entrevista ao Programa Adelor Lessa, o presidente da Associação dos Oficiais da Polícia Militar, coronel Sérgio Sell, revelou que o projeto do governo frustrou as expectativas dos servidores. “As taxas de inflações acumuladas somam mais de 40%, enquanto o governo está propondo 19,20% de reposição”, destacou.

Pereira também salientou que na área da Polícia Civil, a principal nomeação está na reforma da Previdência Social. Os policiais e integrantes do sistema prisional da nova reforma querem paridade dos benefícios, mas o governo continua alegando que isso é impossível, pois os militares tiveram direito ao regime especial da Previdência fixado na reforma federal. 


Política

Continuam as avaliações e comentários a respeito da decisão do executivo do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) de suspender as prévias marcadas para a escolha do candidato a governador em 2022, no dia 15 de agosto. “A decisão de prorrogação representou uma vitória política da Bancada Estadual do MDB na Assembléia e também do próprio governador, Carlos Moisés”, pontuou Moacir Pereira. 

Os deputados já eram contra o evento por conta da pandemia do coronavírus. Além de que a escolha do candidato oficial do governo neste momento, iria forçar a saída do MDB da gestão do atual governo,  com a exclusão dos vários filiados.

No entanto, o presidente do Diretório Estadual, deputado Celso Maldaner mantém os encontros regionais até o dia 31 de julho.