Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Leilão é prorrogado para 15 de abril

Área de 22 mil m² no Bairro Próspera está avaliada em R$ 18,6 milhões
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 13/03/2019 - 09:33Atualizado em 13/03/2019 - 11:01
Fotos: Daniel Búrigo / A Tribuna
Fotos: Daniel Búrigo / A Tribuna

Está transferido o leilão que ocorreria amanhã, de uma área de 22,1 mil m² no Bairro Próspera, entre a Via Rápida, a Rua Miguel Patrício de Souza e a Avenida Centenário. “É que havia alguns ajustes de terraplanagem a serem feitos no terreno”, explica o leiloeiro oficial, Daniel Elias Garcia, responsável pelo certame. O leilão, que ocorreria amanhã, passou para o dia 15 de abril, conforme anuncia um oudtoor instalado ontem no espaço.

A área teve avaliação inicial de R$ 26,5 milhões, mas, para efeitos de arremate, há o deságio legalmente previsto de 30% na avaliação, o que fez diminuir o valor inicial para R$ 18,6 milhões. Os interessados em adquirir podem ter acesso ao edital no site exitoleiloes.com.br e o pagamento poderá ser feito com sinal de 30% e o saldo em 24 vezes sem juros.

O terreno, em frente ao quartel do 9º Batalhão de Polícia Militar, compreende uma área com pelo menos quatro acessos, uma delas pela rótula logo abaixo do viaduto da Via Rápida. A publicidade dada ao certame vem despertando a atenção de muitos interessados. “Sim, é um grande terreno, há muita busca de informações e pelo edital”, confirma o leiloeiro.

O processo de limpeza do terreno consumiu algumas semanas. No local havia restos de um pavilhão que precisaram ser removidos. Houve também a colocação de drenos nas margens do terreno, removendo estruturas semelhantes que se encontravam no interior da área. Não há limitações quanto às vocações que serão adotadas para a área pelo adquirente. "Ele pode receber operações comerciais e imobiliárias. É um espaço totalmente regularizado e com localização estratégica para Criciúma e região”, lembra Garcia. O leilão será presencial, na sede da Êxito Leilões, e também contará simultaneamente com uma versão on-line.

Vai pagar dívida

O resultado do leilão dará um importante impulso para o pagamento das dívidas trabalhistas da Criciúma Construções, dentro do seu processo de recuperação judicial. A Cizeski Incorporadora é proprietária de 50% do terreno e os recursos recolhidos com o arremate quitarão débitos. 

“Com o resultado do leilão, a primeira parte do valor vai para pagar R$ 2 milhões de INSS. Depois, mais um montante para pagamentos de IPTU. O saldo ficará à disposição do juiz da recuperação judicial, e ele determinará o pagamento das ações trabalhistas da Criciúma Construções”, explica o administrador judicial Zanoni Elias.