Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Decreto de emergência e famílias desalojadas: a noite de aflição no Extremo Sul do Estado

Confira o relatório da situação dos municípios mais atingidos pelas chuvas
Por Gregório Silveira Araranguá, SC, 04/05/2022 - 22:51 Atualizado em 04/05/2022 - 22:56
Foto: Sandro Ramos
Foto: Sandro Ramos

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

Na noite dessa quarta-feira, 04, a Defesa Civil de Araranguá iniciou a retirada de famílias de residências em situação de risco. O ponto da cidade mais afetado foi o bairro Barranca que fica à margem do rio Araranguá.

Já durante a tarde o rio começou a transbordar e se aproximar das residências. As famílias desalojadas foram levadas para casa de familiares ou para o ginásio da cidade, que está servindo de abrigo. O poder municipal está buscando caminhões emprestados para a realização do transporte de maneira mais eficiente.  

Situação dos demais municípios

Balneário Arroio do Silva
Dentro da normalidade. Equipes municipais atuando em pontos de alagamento para reduzir os efeitos e evitar prejuízo aos moradores.

Ermo
Por volta das 20hs dessa quarta-feira, 04, o rio baixou 1,65 metros. Seu maior limite foi 6,6 metros. As situações de maior atenção são nas comunidades de Turvo Baixo, que se encontra sem acesso com uma lâmina d'água de 70 cm na estrada, e também Água Branca onde a estrada possui uma lâmina d'água de 35 cm.

Jacinto Machado
Dentro da normalidade. A Barragem do Rio Leão está apenas 20 cm acima do nível, baixando 10 cm em relação ao dia de ontem (terça-feira).

Maracajá
Nessa quarta-feira, 04, pela manhã das 6h até as 12h o rio subiu cerca de 10 cm. Foram retiradas mais 2 famílias com a ajuda do Corpo de Bombeiros Militar, totalizando desde ontem 21 famílias desalojadas. O prefeito Anibal Brambila, a secretária de Administração e Finanças, Rejane Pereira e o coordenador da Defesa Civil, Cleber Darolt, se reuniram no final da tarde no Paço Municipal para avaliar a situação do município. O prefeito Brambila decretou situação de emergência. O decreto cita, principalmente, a precipitação de um grande volume de água nos dias 03 e 04 de maio, que resultou em danos e prejuízos à cidade. O Rio Mãe Luzia transbordou e alagamentos foram registrados. O decreto entra em vigor a partir dessa quarta-feira, 04.

Santa Rosa do Sul
Defesa civil segue monitorando a barragem do Rio Leão na comunidade de Tenente e realizando vistorias constantes no município sem danos maiores.

Sombrio
A Defesa civil de Sombrio realizou vistorias na cidade e monitoramento nos rios, os quais se encontram um pouco acima do normal, mas nada que venha a preocupar.

Timbé do Sul
Até aproximadamente às 16h dessa quarta-feira os rios estavam com os níveis baixando. A defesa civil, juntamente com a secretaria de Obras fizeram um trabalho de limpeza e desassoreamento. Ao final da tarde os rios que margeiam o município voltaram a encher rapidamente devido a quedas de barreiras que ocorreram nas encostas. Ninguém ficou ferido sendo registrado apenas pequenos danos materiais. Algumas pontes foram danificadas.

Os demais municípios do Extremo Sul do Estado se encontram dentro da normalidade, segundo o colegiado da Defesa Civil regional.
 

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito