Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Da colonização a emancipação, Archimedes conta a história de Forquilhinha

Comentarista frisou que as terras foram ocupadas devido a fertilidade encontrada
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 25/04/2019 - 12:31

Em seu comentário desta quinta-feira (25), Archimedes Naspolini Filho falou sobre a formação da população em Forquilhinha. Lembrou como foi a chegada dos primeiros habitantes, o início das instituições de ensino. De acordo com ele, foi um processo suado, já que o prefeito de Criciúma, Altair Guidi, era opositor da emancipação.

“30 anos cara, parece que foi ontem. Esses troncos familiares já habitavam o Brasil e Santa Catarina desde 1928, em São Pedro de Alcântara. Em função da pouca fertilidade daquela região, eles migraram para São Martinho, então território de Tubarão. Não demorou para os rebanhos se multiplicarem e os alimentos florescerem”, disse.

Ouça o comentário na íntegra: