Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Chegou o ano da Copa e três seleções são favoritas

Mundial da Rússia será disputado entre junho e julho
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 01/01/2018 - 20:21
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

Brasil, França e Alemanha. Essas três seleções estão entre as maiores favoritas para a conquista da Copa do Mundo. Além de serem fortes no papel, o cruzamento aponta isso, caso nenhuma zebra aconteça. Argentina e Espanha também podem ser colocadas no patamar destas três, mas existe grande possibilidade de se enfrentarem nas quartas de finais.

Após superar um longo período de maus resultados, o Brasil chega forte na Copa do Mundo. Coutinho e Firmino estão brilhando no Liverpool, Gabriel Jesus e Fernandinho fazem ótima temporada no Manchester City, para o gol Tite tem Alisson e Ederson. Tudo isso sem falar de nomes consagrados como Neymar, Daniel Alves e Marcelo. O treinador parece ter o grupo na mão. É a maior chance para o hexa desde 2006.

Talvez a melhor seleção do mundo no papel seja a França. Os campeões de 1998 contam com Griezmann, Pogba, Kanté, Lorris e com o parceiro de Neymar, Mbappé. O centroavante do Real Madrid, Karim Benzema, não tem sido convocado e pode ser outro reforço. A França não terá problemas na primeira fase, em um grupo com Dinamarca, Peru e Austrália, mas nas oitavas cruza com a chave de Argentina, Croácia e Nigéria. Para completar, o time é o atual vice-campeão da Eurocopa.

Fechando a lista de favoritas está a Alemanha. Com quatro títulos, sendo o último em 2014 e com a conquista da Copa das Confederações em 2017, a equipe chega voando para mais um Mundial. O capitão do tetra, Philipp Lahm, está aposentado, enquanto Schweinsteiger deixou a seleção em 2016. Por outro lado, a equipe agora conta com o jovem Sané, Gündoğan parece estar recuperado das lesões e o goleador Timo Werner vive ótima fase. A Alemanha não fica fora de uma semifinal desde 1998, quando perdeu para a Croácia por 3 a 0 nas quartas de finais.

Higuaín e Messi

Correm por fora Argentina e Espanha. Os Hermanos tiveram trabalho para conseguir a vaga, enquanto A Fúria passeou na Europa, em um grupo com a Itália. A Argentina tem um ataque espetacular, com Messi, Dybala, Aguero, Higuaín e Icardi, mas o resto da equipe não segue este nível, e nem mesmo com todos esses nomes o time é produtivo ofensivamente. Já a Espanha, que viveu o auge entre 2008 e 2012, não conta mais com Xavi, Casillas e Villa, mas ainda tem Iniesta, Piqué e Sergio Ramos.

Mesmo sem Itália, Holanda e Chile, e Copa do Mundo sempre será especial. A edição de 2018 promete grandes jogos, desde a primeira fase, com Portugal contra Espanha e Bélgica vs Inglaterra.