Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Archimedes compara a abertura da Copa a uma comida sem tempero

Segundo ele, a cerimônia foi decepcionante e não compactuou com a história russa
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 15/06/2018 - 15:22Atualizado em 15/06/2018 - 15:38

Em seu comentário desta sexta-feira (15), no Programa Adelor Lessa, Archimedes Naspolini falou sobre a abertura da Copa do Mundo da Rússia, ocorrida na quinta-feira (14). Segundo ele, o 5 a 0 aplicado pela anfitriã sobre a Arábia Saudita será inesquecível, mas o cerimonial foi curto e simples.

“Pelo que escuto e leio foi de uma frustração geral, total e irrestrita. Comparada a uma comida sem tempero. A expectativa era enorme, para o que vimos, como a de Atlanta, a da África do Sul, a do Brasil. E as aberturas das Olímpiadas também, sempre shows”, disse.

O comentarista lembrou da história russa, que envolve a exploração espacial, avanços na medicina e também a fama de sua dança, para justificar toda a expectativa criada antes da cerimônia. Segundo ele, ainda hoje a Rússia compete com os Estados Unidos pela hegemonia em alguns casos.

“Para os que esperavam apreciar um espetáculo carregado de tecnologia de ponta, ousadia e exploração máxima da capacidade criadora do homem, certamente foi decepcionante.  Afinal de contas, estamos falando do povo do Sputnik, do Yuri Gagarin, do Teatro Bolshoi, de tantos Prêmios Novel. Os russos sabem do seu potencial”, completou Archimedes.