Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Aos 29 anos, araranguaense conquista paladares em Dubai

Maria Eduarda Becker Pavani mostra que o café consegue aliar negócio e paixão
Gregório Silveira
Por Gregório Silveira Araranguá, SC, 13/11/2020 - 14:04Atualizado em 13/11/2020 - 14:15
Divulgação
Divulgação

Uma jovem Araranguaense com apenas 29 anos, mas que com dedicação de sobra conquistou os paladares exigentes em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. 

A empresária Maria Eduarda Becker Pavani ingressou no mundo do café ainda muito jovem e aos poucos foi se especializando e virou barista (profissional especializado em cafés de alta qualidade). Após adquirir a experiência necessária resolveu empreender e criar a própria marca. A partir daí surgiu a Três Marias Coffee e é parceria da exportadora Ally Coffee para a região do Oriente Médio e Norte da África (MENA).

Em entrevista ao programa 60 Minutos, da Rádio Som Maior, ela contou um pouco da trajetória de sucesso. "Na verdade as coisas não acontecem de um dia para o outro. Para mim foi tudo muito planejado. Aos 22 anos comecei a imaginar a Maria do futuro e sempre tive essa ideia de negócio. Não conseguia visualizar como poderia acontecer, mas tinha na minha cabeça. Vim para Dubai e aqui também era novo esse mercado de cafe especial. Foi nessa hora que vi a oportunidade. Montamos a empresa. Iniciamos do zero e fizemos crescer. Chegou um momento de ter a própria marca, no cado a Três Marias", afirma a empresária.

Aos 29 anos, a catarinense também já foi sócia de duas torrefações em Dubai. 

O nome por trás da marca 

Nascida em Araranguá, no sul de Santa Catarina, Becker morou em Lisboa e Londres, mas foi no Brasil que iniciou sua carreira no café. Em Florianópolis, ela trabalhou no Café Cultura, cafeteria pioneira em especiais no Brasil. “Foi minha primeira grande experiência com café especial. Nessa área é um estudo contínuo, então estudei para ser Q-Grader (certificação mundial dada a profissionais de classificação e degustação de cafés). E me tornei treinadora autorizada pela Associação de Cafés Especiais (SCA, da sigla em inglês)”.

Acompanhe um pouco mais dessa trajetória de sucesso na entrevista dada ao 60 Minutos.