Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Neil Peart (RUSH) morre aos 67 anos

Max Everson
Por Max Everson 13/01/2020 - 16:32Atualizado em 13/01/2020 - 16:40

O mundo do rock parou no fim de semana para lamentar a morte de Neil Peart. Integrante do grupo canadense Rush e um dos maiores bateristas da história do rock, ele sucumbiu na terça-feira a um câncer no cérebro — mas a notícia de sua morte só veio a público na noite de sexta.

Neil Peart, baterista e letrista da banda canadense Rush, morreu na terça-feira dia 7 de janeiro, em Santa Mônica, na Califórnia, aos 67 anos. A informação foi confirmada pelo porta-voz da família, Elliot Mintz. Segundo ele, a causa foi um câncer no cérebro, contra o qual o músico lutava havia três anos e meio.

Um dos maiores e mais criativos bateristas da história do rock, Peart era dono de um estilo exuberante e preciso. Ele dizia que seu grande herói no instrumento era Keith Moon, baterista do The Who. Mas, em termos técnicos, Peart foi muito além do músico que o influenciou.

Em 1974, ele juntou seu talento aos do baixista, tecladista e cantor Geddy Lee e do guitarrista Alex Lifeson. Juntos, formaram o Rush, um power trio de musicalidade variada e monumental. A batida de Peart ajudou a perpetuar clássicos como “Tom Sawyer” e a longuíssima “2112”. Apesar do conhecimento técnico, o baterista era autodidata. No tempo livre, ele se dedicava à literatura.

Em um comunicado publicado na tarde desta sexta-feira, dia 10, Lee e Lifeson chamaram Peart de “amigo, irmão da alma e companheiro de banda por mais de 45 anos” e disseram que ele era “incrivelmente corajoso” em sua batalha contra o glioblastoma, uma forma agressiva de câncer no cérebro.

 

Tags: NoAr Rush Neal Peart

4oito

Deixe seu comentário