Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Lio.....no mínimo curioso

Max Everson
Por Max Everson 13/04/2018 - 11:39Atualizado em 13/04/2018 - 11:42

Jacques Duvall, o letrista elegante que escreveu canções para os principais artistas franceses, como Alain Chamfort, Lio e Jane Birkin, surgiu com a idéia para este álbum, no qual seu parceiro-crime Lio apresenta doze canções de Dorival Caymmi.

Idolatrado em seu país, mas menos conhecido no exterior, Dorival Caymmi (1914-2008) é um dos cantores e compositores mais influentes da história da música popular brasileira. Figuras importantes como João Gilberto, Gilberto Gil e Caetano Veloso cantaram o elogio e o citaram como fonte primordial de inspiração para o trabalho.

As obras do mestre baiano são sutilmente revisitadas, como se translocadas para o hemisfério norte, graças a arranjos inventivos do músico francês Christophe Vandeputte e à interpretação animada e animada de Lio.

Nascida em Lisboa e criada em Bruxelas, Lio tornou-se um ícone pop na França e na Bélgica desde o lançamento do seu single de estreia “Le Banana Split” em 1979, com dezesseis anos na altura. Ela passou a gravar vários álbuns altamente bem sucedidos (em que trabalhou com Telex, The Sparks e John Cale), e seguiu uma carreira como atriz, aparecendo em nada menos que 40 longas-metragens. ‘Lio canta Caymmi’ é o primeiro álbum que ela canta em seu idioma nativo.

 

Tags: NoAr Lio

4oito

Deixe seu comentário