Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Já ouviu Black Merda?

o nome assusta? então leia o post e abra sua mente!
Max Everson
Por Max Everson 18/09/2018 - 11:04Atualizado em 18/09/2018 - 11:13

Black Merda (pronunciada "Black Murder") é uma banda de Rock, funk, funk rock, soul psicodélico formada em Detroit, Michigan, iniciou seu trabalho no inicio dos anos 60, parou da década de 70 e voltou a se reunir em 2005, os membros da banda são o guitarrista Anthony Hawkins, o baixista VC L. Veasey e guitarrista Charles Hawkins , mais o baterista Tyrone Hite.

Enquanto lê o post, dê o play no vídeo abaixo, vale a pena! 

Anthony Hawkins e VC Lamont Veasey eram amigos de infância e conheceram Tyrone no ginásio em Detroit no inicio dos anos 60. Hawkins e Veasey trabalhavam com frequência como músicos em Detroit para empresas como Fortune Records, Golden World Studios e com o produtor Don Davis, enquanto Hite trabalhava em sessões originalmente como cantor antes de assumir o comando da bateria.

Hawkins, Veasey e Hite inicialmente formaram em uma banda chamada The Impacts, com outros músicos de soul e R&B filiados ao Motown e Brunswick Records e em 1965 foram chamados para o single de Edwin Starr - "Agent Double-O Soul". Starr os contratou permanentemente como banda de apoio renomeando-os para Soul Agents e nesse período Victor Stubblefield e Gus Hawkins  se juntaram a eles em algumas apresentações, em 1967 o Soul Agents gravou com Starr os singles "Twenty Five Miles" e "War".

Hawkins e Veasey (que escreviam musicas juntos desde os 14 anos) também participaram em 67 das composições “I Will Fear No Evil” de Robert Ward (produzida por Don Davis) e "My Love Is Strictly Reserved For You.".

Hawkins, Veasey, and Hite (enquanto trabalhavam com  Starr) começaram a sofrer influencias do Cream, The Who e Jimi Hendrix e se afastaram do R&B . Ainda conhecidos como Soul Agents, em 1967 o trio fez o que até hoje é conhecido como primeiro cover de “Foxy Lady” do Hendrix, hoje essa gravação é considerada item de colecionador. Durante esse período, Charles Hawkins, irmão mais novo de Anthony, entrou para a banda como segundo guitarrista.

O quarteto continuou a trabalhar com Edwin Starr, como Soul Agents, Starr aprovou a mudança do som para uma base psicodélica com rock e funk. Mas em 68 eles decidiram criar uma nova identidade, mudando para uma banda independente considerando um novo nome: Murder Incorporated, remetendo a uma organização criminal, mas mudaram para Black Murder em decorrência aos violentos eventos da época realizados pela comunidade afro-americana. Refletindo a respeito da quantidade de jovens mortos pela Ku Klux Klan em Detroit e no sul do país, Veasey queria um nome chocante para a banda, que lembrasse o publico a terrível situação, mais tarde mudaram para Black Merda, como uma gíria utilizada na época pelos Afro Americanos.

Black Merda continuou por mais um tempo com Starr, tocando também com Temptations em 69 e Eddie Kendricks do Temptations resolveu produzir a carreira independente da banda, durante esse período eles tocaram com o cantor Ellington Fuji Jordan gravando o single “Mary Don´t Take Me on No Bad Trip, lançado pela Chess Records se um dos mais populares singles da época em Detroit, mas o Black Merda não recebeu os créditos pela gravação. Marshall Chess da Chess Records , estava interessado em ampliar sua conhecida dedicação do rótulo de blues, soul e jazz com mais rock e sons experimentais, Chess lançou  o primeiro álbum  do Black Merda em 1970 e a banda rapidamente se tornou conhecida pela sua combinação de black rock e funk pesado, mas o álbum sofreu pela falta de promoção e em 1972 lançaram seu segundo álbum pela subsidiaria de Cheess, a Janus Records, e na capa o nome da banda foi alterado para Mer-Da, o segundo álbum também sofreu com a falta de divulgação e os membros da banda se separaram, retornando para o R&B.

Em 2005 o selo Funky Delicacies lançou uma compilação do Black Merda - The Folks From Mother´s Mixer e graças a a essa compilação e uma nova atenção ao trabalho da banda, renasceu o interesse sob o black rock do inicio dos anos 70e os irmão Hawkins, juntamente com Veasey reuniram-se em 2005, participando de festivais em Detroit e também no Central Park Summer Stage em NY, assim como no Ottawa Blues Festival em 2006

Uma compilação de raridades intitulada The Psych-funk of Black Merda foi lançada em 2006, assim como os novos álbuns Renaissane e em 2009 lançaram Force of Nature. Em 2007 o Detroit Metro Times incluiu a música Cynthy-Ruth como uma das melhores canções de Detroit e em 2010 o seu álbum de estreia foi considerado o ‘maior sucesso que Detroit deveria ter”.

Quer ouvir mais de Black Merda (murder)...abaixo tem 2 albuns completo, que encontrei no youtube....

 

Tags: NoAr Black Merda

4oito

Deixe seu comentário