Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Bezerra da Silva é PUNK

Max Everson
Por Max Everson 16/12/2017 - 10:28Atualizado em 16/12/2017 - 10:33

Grupo Armada toma partido do punk ao regravar samba de Bezerra da Silva.

Em 1977, o cantor e compositor pernambucano Bezerra da Silva (1927 – 2005) ainda buscava se firmar no mundo do samba quando lançou o álbum Partido alto nota 10 , dividido com Genaro. Uma das músicas desse disco é Cobra criada (Só veneno), parceria de Dicró (1946 – 2012) com José Paulo. Decorridos 40 anos, Cobra criada ressurge em forma de punk rock em gravação do grupo paulista Armada (em foto de Cristiano Martins).

Feita pelo grupo com a participação do cantor e compositor paulista Kiko Zambianchi, a abordagem de Cobra criada faz parte do álbum Bandeira negra, previsto para ser lançado em fevereiro de 2018. Bandeira negra é o primeiro álbum do Armada, quinteto formado neste ano de 2017 por ex-integrantes do grupo paulista de punk Blind Pigs – Henrike Baliú (voz), Alexandre Galindo (guitarra), Mauro Tracco (baixo) e Arnaldo Rogano (bateria) – com o guitarrista Ricardo Galano.

confira a original com Bezerra da Silva:

"Gosto muito do Bezerra, coleciono os LPs dele e sempre tive vontade de gravar uma versão para essa música, que é uma das minhas favoritas", conta o vocalista Henrike Baliú. "Convidei o Kiko para participar da gravação porque imaginei que, se tivesse alguém capaz de transformar o samba em punk, sem perder o gingado, seria ele", justifica o cantor.

Antes de Cobra criada, o grupo Armada lançou o single Eterno marujo e, em novembro, apresentou a música Próxima estação, gravada com a participação do cantor sertanejo Sérgio Reis.

 

4oito

Deixe seu comentário