Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Waguinho Dias é a bola da vez no Criciúma (VÍDEOS)

Presidente Dal Farra não confirma nome, mas reconhece a chance de "uma guinada" na busca por treinador
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 05/03/2019 - 17:31Atualizado em 05/03/2019 - 18:50
Foto: Amanda Farias / 4oito
Foto: Amanda Farias / 4oito

O Criciúma está em busca de um técnico e um diretor executivo de futebol. Não necessariamente nessa ordem. Estão na mesa do presidente Jaime Dal Farra dois nomes para a gerência, e um deles deve ser contratado até amanhã. "É a nossa intenção", confirmou nesta tarde o presidente Jaime Dal Farra. E há cinco nomes de treinadores. A bola da vez é Waguinho Dias, do Marcílio Dias.

Dal Farra tangenciou quando indagado sobre o treinador, mas fora dos microfones lembrou que chegou a estar acertado com Waguinho em maio do ano passado, quando da contratação de Mazola Júnior. Na época, o técnico comandava o Atlético Tubarão.

Waguinho, do Marcílio, agrada ao presidente Dal Farra / Foto: Bruno Golembiewski / CNMD

O que o presidente viu do Marcílio no sábado pesou bastante na decisão de demitir Doriva. E também na construção do perfil do próximo técnico e até do executivo. "O Marcílio no sábado vibrava com qualquer bola, e o nosso time vai para lá, para cá, sem uma organização e parecia sem objetivo. Foi isso que a gente avaliou, debatemos muito isso", justificou. "O torcedor tem razão de estar chateado", emendou. "O perfil do novo treinador e da nova direção de futebol, sejam de espírito aguerrido, sangue nos olhos, à altura da tradição do Criciúma, que tem que estar disputando o título estadual".

Antes do treino da tarde, Dal Farra conversou com Wilsão, o técnico interino / Foto: Denis Luciano / 4oito

Em outro momento que o presidente, diante dos microfones, deu a entender que Waguinho está na parada, foi quando comentou sobre a possibilidade de trazer "um técnico com não tanto nome". "Procuramos trazer o melhor treinador, o melhor executivo, pagando até acima de uma média de Série B e Estadual, e gente de nome, mas que nos últimos dois anos não tem dado certo. Talvez a gente dê uma guinada e traga um treinador que não seja de tanto nome, mas que queira crescer e dar aquele resultado que temos no nosso planejamento".

Sobre a demissão de Doriva, os cinco últimos jogos foram determinantes na decisão da demissão. "Chegamos à conclusão que os resultados não eram bons. O planejamento vai seguir, estar no G-4 do Estadual sim, a gente acredita. Temos os três clássicos em casa", calcula o presidente. "Acreditamos em seis vitórias para estar no G-4. Temos Copa do Brasil, importante". No video, o presidente comenta as razões para demitir Doriva.

A respeito da demissão de Nei Pandolfo, Dal Farra revelou que tinha um acordo com o diretor. "O Nei montou esse time e o projeto, tivemos uma conversa em dezembro, acordamos que o Criciúma tinha que estar na final, senão não continuaria. Ele participou ativamente do levantamento dos jogadores com o Ricardo e o nosso setor de inteligência. .Houve um  decréscimo de rendimento e não estava conseguindo impor o jogo". No vídeo abaixo, Dal Farra comenta a busca por reforços.

No entendimento de Dal Farra, o Criciúma conta com um elenco em condições de fazer melhor campanha. "Entendemos que o plantel é muito bom, muito forte, tem muita qualidade". O presidente comentou que está disposto a ampliar os investimentos. "Investimos até forte, é o terceiro investimento do Estado, perdemos só para a Chapecoense e o Avaí.  A dificuldade é de mercado. Por exemplo, centroavante não tem no mercado, e quanto tem não é o perfil que a gente quer. Priorizamos trabalhar com o menor erro possível. Questão financeira não tem problema não, a gente já dobrou os valores dos salários. Tem jogadores do Campeonato Paulista que estamos observando".

Dal Farra quer definir executivo até amanhã / Foto: Amanda Farias / 4oito

Papel de Ricardo Rocha

Ricardo Rocha continua na assessoria de futebol do Criciúma. "Ele veio desde o começo para me assessorar, pelo trabalho deele no São Paulo. Ele trabalha muito forte nas relações públicas para nós. Ele conseguiu liberar a última parcela do Brasileiro do ano passado, R$ 600 mil na CBF". Dal Farra lembrou, ainda, que a contratação do zagueiro Platero foi uma indicação de Rocha. No vídeo abaixo, Dal Farra fala mais sobre as funções do seu assessor.

Reforços podem chegar a qualquer momento. "Temos dois atletas do Campeonato Paulista em vista, alguns daqui também. Vamos gastar aquilo que for possível e dentro de um valor de mercado".

Vender a GA

A GA não está à venda. "Mas investidores são bem vindos", observou. O presidente lembrou que recebeu três sondagens no ano passado, e duas neste ano. "Essas pessoas tinham interesse para montar um time forte, com contratações de peso, eles investiriam na proporção deles, trariam patrocinadores de até R$ 5 milhões, Cervejaria Petrópolis, Banco Inter, Banco Original, de vir fazer investimento de peso, eles tem um fundo, poderia ocorrer isso. Mas não avançou. Não estou colocando à venda nem buscando investidor, mas se vir, é bem vindo".

Wilson e Lalo, a comissão técnica para domingo / Foto: Denis Luciano / 4oito

Wilson Vaterkemper é o técnico interino do Criciúma para sábado, com Lalo, treinador do sub-20, como auxiliar. O preparador físico William Hauptmann, que continua no clube, comandou o treino da tarde no CT Antenor Angeloni.

Hauptmann segue na preparação física / Foto: Denis Luciano / 4oito

Ouça, no podcast abaixo, a entrevista coletiva de Jaime Dal Farra na íntegra.

(Vídeos: Amanda Farias / 4oito)