Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Vereador quer abrir as contas da Fundação Cultural

"O município aplica em cultura ou em cargos comissionados?", questiona Ademir Honorato
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 08/10/2019 - 17:05
Divulgação
Divulgação

O vereador Ademir Honorato (MDB) apresentou um requerimento na Câmara solicitando o envio do relatório financeiro da Fundação Cultural de Criciúma (FCC), relativo aos anos de 2017, 2018 e 2019. "Devo chegar à conclusão de que nada está sendo investido para a população em geral na Fundação. Quero detalhes do que foi gasto e do que não foi gasto", justificou. 

Honorato pede que o relatório liste os valores investidos ano a ano pela FCC, mencionando em detalhes os repasses por rubrica relacionada ao programa Cultura para Todos. "A reforma do Centro Cultural, por exemplo, foi feita com recursos externos. O dinheiro está lá, mas não chega nas pessoas. O que está sendo feito de fato?", indagou. 

Com base em conversas com agentes culturais da cidade, o vereador concluiu que boa parte dos recursos da FCC acabam ficando em reservas que não são utilizadas para atividades do segmento. "E daí acabam transferidos. Queremos saber, então, qual é o investimento efetivo, aplicado, em ações. Antigamente havia aulas de violão, de balé, com professores que iam aos bairros e a FCC pagava. E agora nem isso acontece. Como é que o município diz que aplica em cultura? Qual cultura? Nos cargos comissionados?", arrematou.

O requerimento foi aprovado por unanimidade pelo Legislativo.