Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Vereador mais jovem deixa a Câmara

Marcos Meller protocola nesta quarta a sua licença por 180 dias
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 15/05/2019 - 00:05
Divulgação
Divulgação

Depois de nove meses de mandato, o vereador Marcos Meller (PSDB) formaliza nesta quarta-feira, a partir das 13h, a sua licença não remunerada por 180 dias. "Sou estudante de Direito, em fase final de curso e precisando me preparar para os próximos desafios", justificou o jovem parlamentar. "Para concluir a graduação, fazer meu TCC e me preparar para o exame da Ordem dos Advogados do Brasil", completou.

Meller assumiu no vácuo da saída do então titular Moacir Dajori (PSDB), que teve seu mandato cassado por decisão judicial em agosto do ano passado. Desde então, Meller foi convocado, sendo o vereador mais jovem da história de Criciúma, assumindo com 21 anos. Antes, aos 19, em 2017, ele chegou a exercer mandato por dois meses na condição de suplente da bancada tucana. Com a saída de Meller, voltará ao Legislativo o vereador Allison Pires (PSDB).

Balanço dos projetos

Na sessão desta terça-feira, 14, a última que Marcos Meller participou, o vereador fez uma relação de dez iniciativas nas quais se envolveu nesse período na Câmara. "São muitas pautas em realização, outras já concretizadas, mas todas que envolvem interesse público no transporte, saúde, educação, infraestrutura urbana e outros itens", explicou.

Meller citou a recarga online do transporte público, "que a partir do mês de junho vai beneficiar quase 30 mil usuários", apontou. Destacou, ainda, a recarga fracionada do cartão do transporte, beneficiando quase dez mil estudantes "que antes só podiam recarregar apenas uma vez por mês, agora podem duas", enalteceu.

A meia passagem aos sábados, domingos e feriados para quase dez mil estudantes também foi proposta pelo vereador, e já está em vigor. "Propomos ainda o recadastramento online para estudantes. É um projeto em fase final de conversação. Hoje os estudantes enfrentam grandes filas, queremos acabar com isso".

O vereador foi proponente, ainda, de uma lei para os motoboys "acabando com uma taxa de R$ 275 que anteriormente era paga no momento de entrada no mercado de trabalho", referiu. Ele cita que, com a isenção da taxa, houve agilidade no ingresso de interessados no mercado de transporte por motos.

A lei da declaração atualizada de vacinas também foi proposta pelo vereador que agora se licencia. "Esta prevê que todas as crianças e adolescentes, para efetuar matrícula ou rematrícula nos CEIs ou escolas do município, precisam estar vacinadas, com todas as vacinas exigidas pelo Ministério da Saúde", apontou. São aproximadamente 20 mil alunos matriculados e impactados.

"Tivemos forte atuação também na lei que criou o Núcleo de Bem-estar Animal", citou. "E propomos a parceria com a Fundação Getúlio Vargas e trouxemos a Criciúma, sem custos para o município, estudantes do Curso de Administração Pública que, em breve, disponibilizarão um relatório com sugestões de políticas públicas para melhorar nossa cidade". O projeto dos bueiros inteligentes e dos brinquedos adaptados para crianças e adolescentes portadores de necessidades especiais nos parques municipais também foi mencionado. "Estamos tentando viabilizar através de uma parceria público privada", concluiu.