Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Taxista de Urussanga: investigações avançadas, dois presos e um foragido

Jovem e mulher foram presos na quarta-feira, suspeitos de participação no homicídio de João Belucco; filho da suspeita está foragido
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Urussanga - SC, 23/01/2020 - 09:56Atualizado em 23/01/2020 - 09:58
Táxi foi encontrado um dia após o desaparecimento do taxista (Foto: Rafael Niero / Rádio Marconi)
Táxi foi encontrado um dia após o desaparecimento do taxista (Foto: Rafael Niero / Rádio Marconi)

Estão avançadas as investigações sobre o homicídio do taxista de Urussanga, João Belucco. Dois suspeitos foram presos pela Polícia Civil na quarta-feira, 22: um jovem de Urussanga e uma mulher de Cocal do Sul. As informações são do repórter Rafael Niero, da Rádio Marconi, de Urussanga.

Niero conversou na quarta-feira com o delegado responsável pela investigação do caso, José Antônio Amabile, que afirmou estar bem adiantado na elucidação, mas evitou dar maiores detalhes sobre o crime e as investigações para não prejudicar o trabalho da polícia.

A mulher presa, de acordo com as informações passadas, seria parente da esposa da vítima. Um homem, filho da suspeita presa e primo da mulher do taxista, está foragido. 

"A investigação está bem avançada e próxima de solucionar esse caso. O delegado foi até o IML e disse que o corpo estava com um arame em volta do pescoço, um saco na volta da cabeça e as mãos amarradas. Foi com crueldade", resumiu o repórter Rafael Niero, em boletim ao Jornal das Nove da Rádio Som Maior.

O taxista João Belluco desapareceu na terça-feira da semana passada, após ser chamado para uma corrida no começo da tarde. O táxi foi encontrado queimado no dia seguinte, no bairro Figueira, em Urussanga, próximo a uma antiga barragem da Samae. O corpo do taxista foi encontrado por familiares no último sábado, 19, em uma região do outro lado do município, no Morro da Lagoa. 

"O delegado não disse se teriam outras pessoas envolvidas para não atrapalhar a investigação. Nos próximos dias ou horas poderemos ter novidades sobre o caso", afirmou o repórter Niero.