Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Sul catarinense terá três representantes na final do Concurso do Sebrae

Disputa envolvendo 25 universitários acontece sexta-feira, em Joinville
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 30/08/2017 - 16:20
(foto: Mayra Lima)
(foto: Mayra Lima)

Os acadêmicos Davi Canarin e Samara Eberhardt, da Unesc e Guilherme Henrique Teixeira Duarte, da Universidade Federal de Santa Catarina - Campus Araranguá (UFSC)  são finalistas do 10º Concurso Universitário de Negócios Inovadores Sebrae Santa Catarina. O evento acontece sexta-feira (1º), em Joinville, onde irão apresentar seus Planos de Negócio, com uma comissão avaliadora definindo os vencedores.

Davi é aluno de Engenharia de Produção, e desenvolveu o projeto Farinha Goethe. Samara estuda Administração, e criou o SocialBike.  Gulherme é academico de Tecnologias da Informação e Comunicação.

O concurso tem 25 finalistas, os cinco primeiros colocados irão receber uma viagem de sete dias, com passagem aérea, hospedagem e alimentação para visita técnica em empresas e instituições do Vale do Silício, nos Estados Unidos. Entre a sexta e a décima colocação, o prêmio é Ipad Mini, os professores com colaboração também recebem prêmios.

Farinha Goethe
Davi Canarin é aluno da nona fase de Engenharia de Produção, acredita que ter participado do Núcleo de Empreendedorismo da Unesc ajudou lhe levar à final. A Farinha Goethe é produzida a partir de rejeitos das vinícolas do Vale da Uva Goethe, envolvendo os municípios de Urussanga, Pedras grandes, Morro da Fumaça, Nova Veneza e Içara.

"O produto viabiliza a solução de um problema em comum das vinícolas: ao longo do processo produtivo são gerados rejeitos orgânicos naturais conhecidos como borra. Estes rejeitos representam em média 40% de toda matéria prima e além de não possuírem nenhum fim lucrativo, acabam sendo descartados para aterros sanitários com alto custo de deposição financeiro e ambiental", explicou.

O produto permite reaproveitamento de rejeitos em uma rede fechada de produção. O objetivo é a sustentabilidade e qualidade.

Tradição

Já virou tradição. 2017 é o terceiro ano consecutivo que dois alunos da Unesc chegam na final do Concurso do Sebrae. Foram dois títulos, em 2015 Heligton Rodrigo Possamai levou o primeiro lugar na Categoria Agronegócios, no ano seguinte a acadêmica Marluci Ramos Hilário venceu na categoria de Serviços.

"Para alcançar um destaque como este é necessário muita seriedade, disciplina e competência. Isso é uma prova da qualidade dos cursos da Universidade", comentou a professora e orientadora do Concurso, Luciane Pereira.