Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Quem é a nova proprietária da Cecrisa e Portinari

Duratex tem um mix que inclui, ainda, Deca, Hydra, Durafloor e, mais recentemente, a Ceusa de Urussanga
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 23/05/2019 - 00:15Atualizado em 23/05/2019 - 00:21
Divulgação
Divulgação

Com faturamento de R$ 3,9 bilhões em 2017 e valor de mercado de R$ 6,8 bilhões em janeiro último, a Duratex S.A. é a nova proprietária da Cecrisa Revestimentos Cerâmicos e da Cerâmica Portinari. A aquisição das marcas criciumenses por R$ 539 milhões foi definida nesta quarta-feira, 22. A Duratex pertende aos grupos Itaúsa e Ligna, e tem Antônio Joaquim de Oliveira na presidência.

Cecrisa e Portinari pertenciam, desde 2012, ao grupo Vinci Partners, do banqueiro Gilberto Sayão, que detinha 77% das empresas, compradas por R$ 250 milhões há quase sete anos. Os outros 23% ainda pertenciam à família Freitas, aos sucessores do fundador Manoel Dilor de Freitas, que constituiu a Cecrisa em 1966.

Fachada da sede da Duratex em São Paulo, antes da troca para a atual logomarca

O negócio

A Duratex está pagando R$ 264 milhões em primeira parcela, em dinheiro, e o "adicional possível", como é tratado o montante de R$ 275 milhões para integralizar o valor final anunciado pela transação, só será complementado em próximas etapas. Uma delas é a aprovação do negócio pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) a quem cabe avalizar. O negócio ontem selado envolve a compra de 100% das ações de Cecrisa e Portinari.

O Cade não criou barreiras ao mais recente negócio da Duratex envolvendo o sul catarinense quando, em agosto de 2017, ela adquiriu a Ceusa, de Urussanga, por R$ 280 milhões.

A aquisição:

 

- Cecrisa e Portinari - transação de R$ 539 milhões

- Em dinheiro: R$ 264 milhões

- Receita líquida: R$ 652 milhões (em 2018)

- Divida líquida: R$ 442 milhões (em abril de 2019)

- Colaboradores: 1,7 mil

- Unidades: Duas em Criciúma, uma em Santa Luzia (MG)

- Capacidade de produção: 20 milhões de m² ao ano

A força do grupo

Cecrisa e Portinari unem-se a um forte conglomerado de uma marca com sede em São Paulo e presenças na Argentina, Estados Unidos e Europa com unidades e subsidiárias. Contava, até a aquisição das criciumenses, com 11 mil colaboradores, aos quais devem se somar os 1,7 mil funcionários das unidades recém adquiridas, sendo duas em Criciúma e uma no interior de Minas Gerais, em Santa Luzia. As atuais oito unidades industriais da Duratex localizam-se em São Paulo e no Rio Grande do Sul.

A Duratex, fundada em 1951, é o embrião do grupo e fabrica painéis de madeira e revestimentos para paredes e forros. Estão no grupo, ainda, a Deca, que trabalha com louças e metais sanitários; Hydra, que atua com produtos para aquecedores de água e válvulas; Durafloor, que fabrica pisos laminados e LVT; além da Ceusa, uma das líderes brasileiras em revestimentos cerâmicos.

Unidade da Duratex no interior de São Paulo

Como se define

Maior empresa produtora de painéis de madeira industrializada, louças e metais sanitários do Hemisfério Sul e líder no mercado brasileiro de pisos laminados. É assim que a Duratex se coloca no mercado atual.

A Cecrisa é referenciada no rol da Duratex como uma das maiores empresas de revestimentos cerâmicos do Brasil, com posicionamento no segmento premium e capacidade de produção de 20 milhões de m² ao ano. "A Cecrisa vem à Portinari alinhada com o propósito de oferecer soluções para melhor viver, ampliando o nosso portfólio", comemorou o presidente da empresa, Antônio Joaquim de Oliveira. "Mais a incorporação de uma marca forte, sinônimo de qualidade e design, como a Portinari", complementou.

Duratex

 

- Presidente: Antônio Joaquim de Oliveira

- Faturamento: R$ 3,9 bilhões (em 2017)

- Valor de mercado: R$ 6,8 bilhões (em janeiro de 2019)

- O grupo: Deca, Hydra, Durafloor, Ceusa, Cecrisa e Portinari

- Sede: São Paulo

- Unidades: Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Argentina, Estados Unidos e Europa

- Colaboradores: 11 mil (mais os 1,7 mil de Cecrisa e Portinari)