Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Produtores de leite se unem para fortalecer o setor

Central vai reunir cooperativas já atuantes em Forquilhinha, Meleiro e Turvo
Por Bruna Borges Meleiro, SC, 15/01/2019 - 08:39
Foto: Daniel Búrigo / A Tribuna / Arquivo
Foto: Daniel Búrigo / A Tribuna / Arquivo

O setor de produção de leite das regiões Carbonífera e Extremo Sul vai se fortalecer ainda mais a partir de hoje, quando será formalizada a criação da Central das Cooperativas do Litoral Sul Catarinense. Com o objetivo de trazer mais competitividade, três cooperativas de Forquilhinha, Meleiro e Turvo se uniram para dar o pontapé inicial no projeto. 

A assembleia de fundação, que vai unir a Coopernova, a Coopercolméia e a Coopervalesul será realizada às 18h30min no auditório da Escola Ines Tonelli Napole, em Meleiro. “Nós temos seis cooperativas do Sul e mais as associações. Dessas, as três decidiram iniciar a Central. Depois, as demais também podem ser integradas”, explica Marcelo Silva Pedroso, a gerência regional de Criciúma da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri). 

A intenção dos cooperados é de que, juntos, eles possam conseguir melhores preços tanto na compra dos materiais necessários à produção, quanto na venda do leite, uma vez que agora os processos serão realizados de forma conjunta e agregando maior quantidade. 

“Vai ser possível facilitar os trâmites burocráticos e baixar os custos na hora das compras, pois serão feitas em conjunto. E não só o leite, porque esses produtores também acabam tendo outros cultivos em suas propriedades”, comenta Pedroso.

Setor em expansão

A união das cooperativas chega em um momento bom para os produtores de leite do Sul. Atualmente, o Fórum das Cooperativas do Leite do Sul de SC, que congrega associações e cooperativas ligadas ao setor, além de lideranças e técnicos, conta com 500 propriedades. A Epagri integra esse fórum e atua na articulação dos membros, em parceria com outras entidades.

“Nós vamos ter na Central a participação de mais da metade desses produtores, já que essas cooperativas que estão se associando são as três maiores”, conta Pedroso. A produção mensal na região chega a dois milhões de litros de leite. “O mercado vem em franca expansão aqui no Sul e cada vez mais as pessoas estão se profissionalizando na área”, enfatiza o representante da Epagri.