Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Porto de Imbituba promove concurso cultural

Iniciativa está sendo realizada para escolher nome do Centro de Atividades Múltiplas (CAM)
Redação
Por Redação Imbituba, SC, 23/11/2020 - 20:43
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A SCPAR Porto de Imbituba realizará, entre os meses de novembro e dezembro, um concurso cultural para escolha do nome do Centro de Atividades Múltiplas (CAM), antigo Armazém 10, reformado para possibilitar a realização de eventos, reuniões, conferências, entre outras atividades. O prédio de 690m2, conhecido como Garajão, faz parte da memória do Porto de Imbituba e deve receber, em breve, um nome que represente também essa história.

O concurso cultural será dividido em quatro etapas, sendo elas: as inscrições das sugestões; a habilitação dos candidatos pela Comissão de Patrimônio Histórico-cultural do Porto de Imbituba; a escolha de três nomes finalistas pela Comissão Avaliadora, formada pelos membros do Conselho de Autoridade Portuária (CAP); e, por fim, a votação popular online entre os três finalistas. 

O período para inscrição dos nomes, primeira etapa do concurso, começou nesta segunda, 23 e se estende até 6 de dezembro de 2020. O envio de sugestões ocorrerá por meio de formulário disponibilizado no site do Porto de Imbituba, no link disponível aqui. Para participar, o proponente deve apresentar informações como: nome completo da pessoa homenageada; dados funcionais (empresa que trabalhou, função e/ou tempo de serviço); além de uma breve biografia do indicado, em até 10 linhas, incluindo a relevância desta pessoa na história do Porto de Imbituba. Poderão ser feitas homenagens póstumas, desde que com a autorização da família do homenageado. 

O resultado final do concurso será anunciado no dia 22 de dezembro de 2020 no site e redes sociais (Facebook, Instagram e Linkedin) do Porto de Imbituba.Dúvidas sobre o concurso cultural poderão ser encaminhadas para o e-mail comunicacao@portodeimbituba.com.br.

O prédio e a história

No passado, a edificação funcionou como uma cooperativa de consumo para atender os funcionários da atividade portuária. Eles podiam comprar mantimentos e outros produtos, que eram anotados em sua ficha funcional para desconto em folha de pagamento, facilitando a aquisição das mercadorias. Por sua importância na memória coletiva da cidade, o prédio receberá, após o fim do concurso cultural, o nome de alguma personalidade que tenha relevância na história do porto imbitubense, estreitando os laços entre porto e cidade.