Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

"Para Contar Estrelas", sucesso em escola no Festival Revirado

Apresentação de peça teatral do grupo Cirandela contou com cerca de 300 espectadores
Por Redação Içara, SC, 17/09/2019 - 17:13
Divulgação
Divulgação

A semana está sendo de intensas apresentações culturais, por meio do teatro, em Içara. Nesta terça-feira, 17, aproximadamente 300 pessoas da Escola Maria da Glória e Silva, do bairro Aurora, foram contemplados com a exibição da peça teatral "Para Contar Estrelas", do grupo Cirandela de Criciúma. A apresentação faz parte da III edição do Festival Nacional de Teatro Revirado que ocorre até sábado, dia 21. O evento prevê varias apresentações por toda a cidade, em uma parceria entre o Governo de Içara, por meio da Fundação Cultural (FCI) e o grupo Cirquinho do Revirado.

Conforme o coordenador de Cultura da FCI, Harlan Mello, o Festival é uma forma de fomentar e despertar o interesse pela cultura na população. "O Grupo Cirandela já fez outras apresentações aqui em Içara e acabamos pedindo a presença deles novamente pela grande repercussão que tem em meio ao público que acompanha", colocou.

De acordo com uma das integrantes do grupo Cirandela, Priscila Schaucoski, a peça "Para Contar Estrelas" traz dois personagens, Kuiper e Procion que são guardadores do tempo. "Os personagens vem de outros universos para captar um tempo diferente. Durante a peça fizemos uma grande interação com o público presente", contou. "Temos uma grande relação com o município de Içara, pois em outras oportunidades já nos apresentamos aqui, como na festa Agromel", lembrou o também integrante do grupo teatral, Bruno Andrade.

A diretora da escola Maria da Glória e Silva, Gisiane dos Santos Ramthun, ressalta a importância da presença do teatro na comunidade escolar pela inserção da cultura aos alunos. "Estar próximo e poder assistir o evento de uma forma que não precise sair da escola e nem do bairro nos deixa muito satisfeitos", comentou.

"O teatro nos dá uma noção de como é o mundo artístico, não temos a oportunidade constante de ter a presença de um circo ou teatro no espaço escolar que nos tira um pouco da rotina e descontrai", acrescentou a aluna do 9° ano, Vitória Cabreira Pellegrin.

A apresentação teatral estava prevista para ocorrer em frente a igreja do bairro Aurora, mas em função da chuva foi levada ao ginásio da escola. "Sancho Pança - O Fiel Escudeiro" foi outra atração exibida na escola aos alunos que estudam a tarde.