Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Os objetivos da Duratex com a aquisição da Cecrisa / Portinari

Marca veio para ampliar e complementar a atuação da organização brasileira
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Criciúma - SC , 21/05/2020 - 14:28Atualizado em 21/05/2020 - 15:16
Foto: divulgação
Foto: divulgação

Em 22 de maio de 2019 foi feito o anúncio inicial de que a Duratex, maior empresa do hemisfério sul no ramo industrial de decoração e revestimentos, havia comprado a Cecrisa e, consequentemente, a marca Portinari. Praticamente um ano depois, a empresa brasileira segue trabalhando no desenvolvimento de uma aquisição que veio para complementar ainda mais sua gama de produtos. 

Já há anos trabalhando com materiais de metais, louças, madeiras e laminados, a Duratex buscava trazer para sua companhia o setor de revestimento cerâmico - para ampliar ainda mais suas atividades. Em 2017, a empresa adquiriu a Ceusa, que trouxe grandes resultados - mas ainda não foi o suficiente. “O negócio era muito bom, mas inexpressivo pelo tamanho interno da própria organização, precisávamos de algo ainda maior”, disse o diretor de revestimentos da Duratex, Gilmar Menegon.

A compra da Cecrisa, então, surgiu para tornar a Duratex uma referência ainda maior no ramo de revestimentos e decorações da Construção Civil, trabalhando agora com uma marca que é líder mundial em seu setor: a Portinari. Enquanto a Ceusa atuava com produtos maximalistas, a Cecrisa veio para complementar isso - trazendo o minimalismo para a casa. 

“Constatamos que queríamos formar num produto high end da marca Portinari, que é a empresa do Brasil que atende o maior número de lojas especializadas em revestimentos cerâmicos. Ela tem o maior número de seguidores no Instagram do planeta, nesta área de revestimentos cerâmicos. É uma marca forte, conceituada, com design minimalista voltado para a arte e emoção”, disse.

Com isso, a marca Cecrisa foi descontinuada pela Duratex e focalizada como empresa. Enquanto isso, a Portinari se tornou uma das marcas foco da organização. “É nosso projeto, agora, de imediato, consolidar a integração das marcas Ceusa e Portinari à Duratex, desde o projeto de cultura até investimentos”, destacou Gilmar.

Atualmente, Ceusa e Portinari juntas representam mais de 15% da receita líquida total da Duratex. Investimentos foram feitos, unidades foram desativadas, como a de Minas Gerais, e outras foram criadas em Santa Catarina - um projeto visando o futuro da companhia. 

“Semana passada iniciamos a operação por essa linha, que produzirá um produto exclusivo no Brasil: PPPRime. É um porcelanato com 25 anos de garantia, massa plena e com uma decoração que invade o corpo da cerâmica. Um produto que só três empresas no mundo fazem”, declarou Gilmar. “Nosso foco é o momento, é a agregação de valor e ocupação de 100% da capacidade e modernização tecnológica”, definiu.