Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Os 729 quilômetros de viagem do andarilho rumo ao sul

Ele saiu do interior de São Paulo e pretendia caminhar até Porto Alegre. A jornada terminou em Palhoça
Por Redação Palhoça, SC, 19/09/2019 - 16:22Atualizado em 19/09/2019 - 16:32
Divulgação
Divulgação

Policiais rodoviários federais abordaram, na tarde desta quinta-feira, 19, um homem de 26 anos. Ele caminhava pela pista principal da BR-101, na altura de Palhoça, e corria risco de ser atropelado, já que fazia uso da pista de rolamento. 

Atendendo ao pedido dos policiais, o andarilho interrompeu a caminhada e atendeu a PRF no acostamento. Usuário de drogas, ele deixou Jundiaí, no interior de São Paulo, para uma jornada que tinha Porto Alegre como destino. Ele chegou a Florianópolis, onde passou alguns dias e agora havia retomado o caminho rumo ao sul. Porém, abordado em Palhoça, foi constatado que o homem era dado como desaparecido havia mais de três meses por seus familiares. Parentes foram contactados em Jundiaí. Acionado, o Samu prestou socorro com apoio da Autopista Litoral Sul. 

O andarilho concordou em ser levado para uma clínica de tratamento psiquiátrico em São José, onde será submetido a um tratamento. A família informou que vai se deslocar para São José para se encontrar com o andarilho. Ele percorreu 729 quilômetros de Jundiaí até Palhoça.

A jornada empreendida pelo andarilho / Reprodução / Google Maps