Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Observatório da Unesc trabalha em constante análise de dados

Foco das atenções está voltado à reta final do Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Amrec
Redação
Por Redação Criciúma, SC, 13/11/2020 - 19:05
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Buscar, atualizar, compilar e analisar dados que possam ser úteis na tomada de decisão com o intuito de promover o desenvolvimento econômico, social, ambiental e do ecossistema de inovação. Essas estão entre as fundamentais funções do Observatório de Desenvolvimento Socioeconômico da Unesc. Implantado no início de 2020, o grupo de trabalho já iniciou sua história na Universidade com a tarefa de liderar a criação do Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec).

A missão é grandiosa e tem sido levada a sério pela equipe, que trabalha incansavelmente para a entrega dos resultados. Conforme uma das coordenadoras do Observatório, Melissa Watanabe, essa é uma das diversas atividades que estão entre a gama de atuação do setor.

O propósito principal, de acordo com Melissa, é buscar dados oficiais dos mais variados tipos e setores e compilá-los para que sejam disponibilizados de forma mais clara e acessível para o público no site criado com esse objetivo. “A lógica é trazer o que há de mais atual nesses dados de forma acessível e reunida em um mesmo endereço, o que antes não existia na nossa região”, explica.

Neste primeiro momento, com o trabalho voltado ao Plano da Amrec, conforme a professora, já foram desenvolvidos informativos com importantes dados de cada um dos 12 municípios da Associação, além de documentos que retratam a realidade dos principais setores citados entre as discussões divididas por cidade. “Nesse sentido estamos trabalhando também em relatórios que retratem, de forma global, informações sobre os setores que se sobressaíram nas discussões entre os municípios, como o turismo e o setor de inovação e tecnologia, por exemplo”, acrescenta.

Os informativos produzidos com periodicidade de em média 15 dias são disponibilizados gratuitamente na página do Observatório e já formam, de acordo com Melissa, importante banco de dados que abastecerá empresas e organizações em análises e tomadas de decisão.

Além de Melissa, atua também na coordenação do Observatório o professor Thiago Rocha Fabris, e no grupo de trabalho o professor Michel Alisson da Silva e a colaboradora Nicole Vitor Gomes, acompanhados de acadêmicos bolsistas dedicados ao auxílio na busca pelos dados.

Planos de ampliação das atividades

Além do foco no Plano de Desenvolvimento da Amrec, atividade que tem sido prioridade no intenso trabalho da equipe, e da disponibilização de informativos periódicos, o Observatório pretende, em 2021, ampliar sua atuação voltada ao apoio para instituições públicas e privadas.

Conforme Melissa, empresários e agentes públicos poderão solicitar estudos à equipe sobre os mais variados temas. “Podem ser questões voltadas, por exemplo, à previsão de receita, mensuração de resultados, cluster, análise setorial, estudo de demandas, entre tantos outros assuntos que nossa equipe está apta a analisar”, acrescenta.

Na preparação para essa ampliação de atividades, após o término do Plano da Amrec, de acordo com a coordenador, o grupo já estuda novas possibilidades de bancos de dados e softwares que colaborem com a expertise da equipe.