Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Nino sai, Federico Platero entra

Uruguaio pode estrear contra o Metropolitano no próximo sábado
Por Lucas Renan Domingos Criciúma, SC, 07/02/2019 - 09:20
Foto: Daniel Búrigo/A Tribuna
Foto: Daniel Búrigo/A Tribuna

Como de costume, os jogadores do Criciúma começaram o treino de ontem com a tradicional roda de bobinhos, mas faltava alguém no elenco. Além dos lesionados Maicon e Jacy Maranhão, o zagueiro Nino também não apareceu na atividade, evidenciando a sua saída para o Fluminense.

Nessa quarta-feira, o nome do jogador apareceu no Boletim de Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), confirmando a sua rescisão com o Tigre. O zagueiro chega hoje ao Rio de Janeiro para assinar contrato com o Fluminense por empréstimo até o fim desta temporada, com o time carioca tendo a opção de compra ao fim do contrato. É mais um que sai do Tigre para rumar para o Tricolor das Laranjeiras. Lá já estão Dodi e Marlon, que saíram de Criciúma para jogar pelo Flu.

Federico Platero apresentado

Se Nino não faz mais parte do grupo do Criciúma, já está no elenco um forte candidato para assumir a vaga na zaga do Tigre. É o uruguaio Federico Platero, que assinou seu contrato ontem, foi apresentado e está para sair no BID ainda hoje. Assim que regularizado, estará pronto para ir para campo.

Federico formando a linha de defesa ao lado de Sandro no treino de ontem/Foto: Daniel Búrigo/A Tribuna

“Estou treinando normalmente com os companheiros e estou pronto fisicamente. Lógico que ainda não atuei 90 minutos, mas estou treinando normalmente desde o primeiro dia que cheguei, então, não terei problema”, garantiu o defensor. Com seus 27 anos e 1,86 metro de altura, o jogador jogou o maior tempo de sua carreira no futebol do seu país. Por lá, passou pelo Defensor Sporting, Juventud, foi para a Súiça jogar no FC Will 1900, atuou na Croácia no NK Osijek, retornou ao Juventud, em 2016, na mesma temporada passou pelo Mushuc Runa do Equador.

Em 2017 chegou ao Liverpool-URU onde fez 60 jogos até o fim do ano passado e agora chega ao Tigre. Com tanto tempo jogando no futebol uruguaio, claro, o estilo de jogo do atleta não poderia ser outro do que o já conhecido jeito dos zagueiros do Uruguai de jogar, com uma forte marcação. “Normalmente é uma característica dos jogadores uruguaios e penso que sou igual. Uso bastante a força e a saída de jogo com toques”, disse o jogador.